A “Wired” publicou um artigo interessante sobre a recente tendência japonesa de cofrinhos de video game – um meio para que gamers economizem os trocados que gastariam em máquinas de arcade.

A matéria, escrita por Brian Ashcraft, do Kotaku, mostra três diferentes cofrinhos, com estilos que vão de RPG a simulador de encontros. E se os jogos são inúteis para a maioria de nós por serem em japonês, o simulador de encontros Ikemen oferece um clímax que todos podemos entender:

… você se esquece totalmente de colocar dinheiro no cofrinho durante uma semana. Seu gostosão ganancioso lhe escreve uma carta, que diz simplesmente: “Sayonara”. Não é necessário traduzir.

A moral? Sempre sustente seu homem. [Wired via Kotaku]