Quando você assiste a uma gotícula fazendo impacto numa superfície de água em super-câmera-lenta, o resultado parece mais um trampolim que um reservatório. E é de cair o queixo.

O movimento elástico da gotícula – que os cientistas chamam de cascata de coalescência – acontece rápido demais para ser percebido pelo olho humano. Mas visto a 10.000 quadros por segundo, dá pra ver claramente a gota depositar metade de si própria na água que encontra, depois voltar para cima, depois repetir o movimento até sumir. [Best of YouTube via Geekosystem]