por Bruno Izidro

Final Fantasy XV finalmente foi lançado nesta terça-feira (29), dez anos após ter sido oficialmente anunciado, em 2006, com o nome de Final Fantasy Versus XIII. Na realidade, o game que vamos jogar agora no PS4 ou Xbox One está em desenvolvimento desde 2012, quando o atual diretor Hajime Tabata resolveu ressuscitar o projeto pegando personagens e conceitos do Versus XIII, que estava cancelado (ninguém sabia disso na época).

Nessa uma década de idas e vindas, a Square Enix investiu (e perdeu) muito dinheiro. Para garantir que o décimo quinto Final Fantasy dê certo de qualquer forma, a empresa o transformou em um produto multimídia, lançando anime, filme em animação e jogos para celular. Tudo isso faz parte do chamado Final Fantasy XV Universe.

Assim, vamos listar aqui o que são cada um desses produtos e o que você precisa saber antes de começar a aventura de um dos RPGs mais esperados dos últimos anos.

Kingsglaive Final Fantasy XV

Filme em animação CGI com uma história que acontece em paralelo ao início do game. Apesar de não ser nenhuma primazia, ele deve ser o ponto de partida para entender todo o contexto e o mundo de Final Fantasy XV.

O reino de Lucis é a última nação do mundo de posse de um Cristal, um artefato que dá ao lugar poderes mágicos. Por causa disso, o reino está há anos em guerra contra o Império de Nifheim, que vem dominando vários territórios vizinhos com suas máquinas e tecnologia militar avançada. Para enfrentar essa força, Lucis conta com a Kingsglaive, uma guarda de elite real que usa poderes mágicos concedidos pelo rei Regis (pai do protagonista do jogo, Noctis).

A figura central da animação é Nyx Ulric, que faz parte da Kingsglaive e é pela perspectiva dele vemos alguns dos conflitos na capital de Lucis, Insomnia, e um suposto tratado de paz entre as duas nações. Paz essa que será selada com o casamento de Noctis com a princesa Lunafreya de Tenebrae, um antigo reino que foi invadido e anexado ao império.

Kingsglaive Final Fantasy XV chegou a ser exibido nos cinemas nos EUA. Aqui no Brasil, ele foi lançado direto em DVD e Blu-Ray.

Brotherhood Final Fantasy XV

Brotherhood FFXV

Um anime dividido em cinco partes, disponibilizadas de graça no canal oficial do jogo no YouTube, com direito a legendas em português. Cada episódio de Brotherhood, de cerca de 15 minutos, foca em um dos personagens principais do jogo: o príncipe de Lucis, Noctis; o conselheiro real Ignis; o guarda-costas Gladio e Prompto, o plebeu amigo do príncipe.

O anime acontece durante a viagem de Noctis para se casar com Lunafreya, mas por meio de flashbacks ficamos conhecendo um pouco mais da personalidade deles e como Ignis, Gladio e Prompto acabaram entrando na vida do príncipe. Por isso, Brotherhood acaba sendo importante para entrar no jogo conhecendo melhor os personagens.

Platinum Demo

Lançada em março desse ano, a Platinum Demo é uma espécie de prólogo do jogo principal e serve mais como uma introdução geral de como será a exploração e alguns conceitos simples de batalhas, seja no uso de armas ou de magias.

O interessante na demo é que ela possui uma narrativa própria e – diferente da demo Episode Duscae, lançada em 2015 – nada do que é visto aqui estará em Final Fantasy XV. Cronologicamente, os eventos mostrados se passam anos antes, em um sonho de Noctis ainda criança.

Um dos destaques fica para a aparição do Carbuncle, uma criatura felina com chifre de unicórnio que acompanha o jogador por parte da curta jornada. Inclusive, quem finalizar a demo pode nomear o bichano e usá-lo depois em Final Fantasy XV como uma criatura para invocar em batalhas.

Carbuncle

A Platinum Demo pode ser baixada de graça tanto no PS4 quanto no Xbox One, e já possui legendas em português brasileiro.

Justice Monster Five

Um game free-to-play mobile lançado para iOS e Android. O jogo é um Pinball e chega a ter uma pequena narrativa própria, com personagens que devem salvar a Nova Galaxy das garras do mostro Lord Vexxos, mas nada disso possui ligação com a história principal.

O sistema de jogo é baseado em controlar as orbs na mesa com a tela de toque e também envolve poderes dos quatro monstros ou criaturas no canto inferior, alguns conhecidos da série, para enfrentar os chefes.

Justice Monster Five poderá ser jogado em Final Fantasy XV, por ele ser um minigame lá. Além da versão mobile, ele vai ser lançado para PC em breve. O jogo não foi lançado oficialmente no Brasil.

King’s Knight – Wrath of the Dark Dragon

Outro game mobile para iOS e Android e que também é um minigame dentro de Final Fantasy XV. Porém, King’s Knight tem uma história de bastidores interessante por ser, na realidade, um remake de um jogo de mesmo nome lançado pela Square para Nintendinho em 1986.

Wrath of the Dark Dragon é um RPG de ação, em que os jogadores enfrentam dungeons verticais com um dos quatro personagens selecionáveis, cada qual com habilidades únicas.

O game até possui uma história própria, passando-se no reino de Izander, que teve a princesa Claire of Olthea raptado por um dragão. A versão mobile também terá elementos multiplayer e, apesar da previsão de lançamento ser 2016, não há uma data certa.

A King’s Tale: Final Fantasy XV

KingsTale

Um jogo de ação 2D com estilo retrô. Cronologicamente é o mais antigo no universo de Final Fantasy XV. Nele, o rei Regis conta uma história de sua juventude para um Noctis criança – algo que aconteceu 30 anos antes.

O jogador controla um jovem rei Regis, que combate monstros com ataques melee, magia e até invocações. Mais três companheiros também podem ser chamados para ajudar brevemente nas lutas: Weskham, Cid e Clarus, cada um com golpes únicos. Porém, o jogo não possui co-op.

A King’s Tale é um bônus de pré-venda de Final Fantasy XV; aqui no Brasil, pode ser adquirido na Saraiva.