Como qualquer pessoa jovem e de vida social agitada, eu estava na noite desta sexta-feira em casa, deitado na minha cama, atualizando meu Twitter e meu Instagram. Foi aí que eu comecei a ver pessoas falando sobre vassouras parando em pé sozinhas. Uma página dizia que 7 de fevereiro era um dia especial, e que a NASA (!) tinha dito que neste dia a rotação da Terra (!!) faria as vassouras pararem em pé sozinhas (!!!).

Peraí, como é que é???

Eu não consegui reproduzir isso aqui em casa com duas vassouras diferentes, mas vi pelo menos três amigos meus dizendo que conseguiram e postando fotos.

Decidi recorrer ao oráculo de nossos tempos, o Google. A busca por “NASA vassouras” só trazia resultados de fóruns, mas a busca por “vassoura em pé” mostrava resultados de mais gente no Twitter e no YouTube comprovando que sim, vassouras estão parando em pé, mas com alguns resultados mais antigos.

Bom, se a NASA falou alguma coisa, deve ter material em inglês. Joguei “NASA broom” no Google e só encontrei referências sobre a Nebulosa Vassoura de Bruxa e os projetos de uma “vassoura a laser” para eliminar lixo espacial. Com “broom standing up”, eu comecei a entender o que estava rolando.

Aparentemente, esta é uma brincadeira antiga nos EUA. Lá, dizem que o equinócio vernal, que marca o começo da primavera, faz as vassouras pararem em pé. Também há algo parecido com os ovos e uma suposta tradição chinesa, com direito a matérias na TV e até mesmo referência na série The West Wing.

Outros resultados no Reddit relacionavam o suposto comportamento estranho das vassouras com o Eclipse de 2017. Ou seja, dias diferentes e explicações diferentes para um mesmo comportamento.

Mas, afinal de contas, o que faz as vassouras pararem em pé? A Wired tem uma boa explicação.

Em primeiro lugar, não é o alinhamento dos planetas nem a rotação da Terra. Qualquer corpo na superfície da Terra sente a força gravitacional dela com uma intensidade muito maior que a de qualquer outro corpo.

A revista fez os cálculos, e a força gravitacional de Vênus, o planeta mais próximo da Terra, e a de Júpiter, o planeta com maior massa no Sistema Solar, ficam em uma ordem de grandeza entre 10-8 N e 10-7 N. Até a força gravitacional de uma pessoa por perto da vassoura fica em torno de 10-8 N também. Ou seja, qualquer planeta exerce uma força gravitacional muito menor que a força gravitacional da Terra sobre a vassoura, algo em torno de 10 N.

Então, o que faz uma vassoura parar em pé?

A questão é bem mais simples. Vassouras têm seu centro de massa bem mais próximo à parte de baixo, das cerdas, do que em algum ponto mais alto do cabo.

Você pode testar isso tentando equilibrar uma vassoura na horizontal sobre seu dedo, como se fosse uma gangorra — o melhor ponto para a divisão é bem mais próximo das cerdas do que da ponta do cabo.

E para qualquer coisa tombar, ela precisa que seu centro de massa não tenha apoio. Como ele é mais próximo do chão, não é qualquer giro do cabo que faz esse centro se mover tanto. Assim, não é tão difícil conseguir achar um ponto em que ele se apoie de maneira estável. Fica ainda mais fácil se a vassoura for nova, com as cerdas retas e firmes.

O e-farsas também fez um post bem completo sobre o assunto. Eles acharam um vídeo da CNN de 2012 em que o meteorologista Chad Myers mostra como equilibrar uma vassoura forçando para que as cerdas funcionem como um tripé.

“Mas como eu nunca tinha conseguido fazer isso antes?”, você deve estar se perguntando. A questão é: você realmente tentou? Isso dá certo em qualquer dia, não por causa de alinhamento de planetas, eclipse ou equinócio. A gente só não presta atenção, mesmo: com as cerdas deformadas, correria com faxina e trabalho, fica mais fácil deixar a vassoura apoiada na parede do que tentar encontrar o ponto em que ela fica estável e em pé.