Diversas empresas de tecnologia decidiram se aventurar no mundo financeiro lançando cartões de crédito e débito ‘inteligentes’, incluindo a Apple a operadora T-Mobile. Agora, parece que o Google também quer entrar na jogada com o seu próprio cartão de débito.

Com base em uma fonte que falou com o TechCrunch, o cartão do Google estará disponível tanto na forma digital quanto física e poderá servir como uma nova base para o ecossistema do Google Pay.



O cartão do Google será vinculado a uma conta de débito própria, permitindo que os usuários comprem coisas tanto online quanto em lojas, com o apoio de diversos bancos em potencial.

Semelhante ao Apple Card, parece que o Google Card também estará conectado com sua conta Google ou Google Pay para que você possa verificar rapidamente suas compras ou transferir dinheiro para outras pessoas. Atualmente, para enviar dinheiro no Google Pay, você precisa conectar sua conta a um cartão de crédito ou débito separado.

Além disso, de acordo com as telas enviadas para o TechCrunch, o Google Card também irá rastrear seus hábitos de compra e até mesmo colocar as compras em lojas físicas em um mapa dentro do aplicativo.

Saldo do Google CardCaptura de tela: Google via TechCrunch

Quando o TechCrunch procurou o Google para uma declaração sobre o cartão, em vez de simplesmente negar a comentar, o Google enviou uma declaração semelhante à que emitiu no ano passado, quando o Wall Street Journal perguntou sobre a entrada do Google em serviços financeiros. A declaração diz:

Estamos explorando como podemos fazer parcerias com bancos e cooperativas de crédito nos EUA para oferecer contas correntes inteligentes por meio do Google Pay, ajudando seus clientes a se beneficiarem de insights úteis e ferramentas orçamentárias, enquanto mantêm seu dinheiro em uma conta segurada pelo FDIC (agência de garantia de depósitos bancários) ou NCUA (agência de seguro de depósito). Nossos principais parceiros hoje são o Citi e a Stanford Federal Credit Union, e estamos ansiosos para compartilhar mais detalhes nos próximos meses.

Parece que o cartão do Google ainda não tem nome oficial, há um monte de outras coisas importantes que a companhia precisará decidir se quiser criar um rival para o Apple Card: que tipo de benefícios o cartão do Google terá? O cartão físico será feito de um material extravagante como titânio? E o mais importante, que tipo de privacidade e segurança o cartão do Google irá oferecer?

Embora o Apple Card tenha poucas vantagens em comparação com muitos dos cartões premium concorrentes, os aspectos de privacidade da Apple chamaram a atenção de muitos clientes potenciais – um aspecto que a Apple vem aos poucos expandindo para outras áreas como com o sistema de logins Entrar com a Apple.

Independente disso, para as gerações mais jovens que muitas vezes preferem sistemas intuitivos de gerenciamento de contas, o cartão Google deve, no mínimo, ser uma abordagem mais moderna e tecnológica para os bancos.