Isso é um único crisântemo com 991 flores, com 3,3 metros de diâmetro. É a planta mais larga desse tipo já vista na América do Norte. Entenda como um horticultor de alto nível e um fabricante de metais se juntaram para criar o fenômeno.

Flores mutantes gigantescas não crescem assim sozinhas. Essa foi criada pelo mestre em criação de plantas Yoko Arakawa e com o especialista em metais Dave Beck, usando uma impressionante técnica japonesa chamada Ozukuri:

A rigorosa técnica envolve um crescimento de 18 meses, com táticas meticulosas para regar, cortar e amarrar o crisântemo numa armação de arame customizada para treiná-lo a crescer da forma desejada. As flores são cuidadosamente dispostas em forma de cúpula, com o objetivo de alcançar o formato mais uniforme possível das flores.

Apenas alguns criadores em todo o mundo têm a habilidade e técnica para criar as chamadas Thousand Blooms, plantas com cerca de mil flores.

A façanha horticultora está expostas no Festival de Crisântemo de Longwood Garden deste ano, em Kennet Square, Pensilvânia. Quando a planta assumir consciência, ela se desenraizará de sua posição, começará o processo de destruição do planeta e devorará toda a terra que estiver em seu caminho. [Longwood Gardens via Core77]