Dentre os motivos do sucesso de Round 6 estão as fortes críticas sociais, uma narrativa cativante e, principalmente, como a série parece real. Apesar da proposta de colocar a vida em risco em prol de uma quantia de dinheiro absurda, parece uma coisa acessível com jogos infantis simples e compreensíveis.

Muito menos simples para os produtores foi transportar esses jogos para a tela. Um vídeo postado por Hyungrok Kim, supervisor de CGI (Computer Graphic Imagery, imagens geradas por computador) do programa da Gulliver Studios, mostra o quanto de efeitos foi usado para dar vida ao programa e alguns são surpreendentes. Confira:

OK, obviamente o jogo do piso de vidro não era 100% real. O mesmo vale para o rato no túnel e a enorme sala em que os jogadores disputaram cabo de guerra. Mas é chocante o quanto a extensão do set foi para as escadas em tons pastéis e as áreas de “Batatinha 1, 2 e 3”.

Embora todo aquele dinheiro não fosse real, é impactante que o mundo inteiro também seja falso. No geral, o CG foi integrado de maneira muito bonita ao programa para pegar essa ideia simples, forte e inegavelmente cativante e apresentá-la de uma maneira muito mais épica. O CGI está aqui no seu melhor momento: quando você não pode dizer o que é real e o que não é.

A primeira e única temporada de Round 6 você encontra na Netflix.