Como contamos aqui no Gizmodo, o Instagram começou a disponibilizar para os usuários o aguardado retorno do “feed cronológico”. A novidade permite organizar a timeline do aplicativo com as postagens mais recentes de amigos, sem ela sofrer interferência de algoritmos de sugestão de conteúdos. Porém, ela ainda tem alguns defeitos.

Por enquanto, a novidade está sendo disponibilizada aos poucos para usuários ao redor do mundo, inclusive no Brasil.

Para saber se o recurso já está disponível no aplicativo, basta ir até a tela inicial (o ícone da casinha) e clicar no logo do Instagram no canto superior direito. A partir daí, é aberta uma janela onde é possível filtrar as postagens por conteúdos de usuários que você está “Seguindo” ou que estão classificados como “Favoritos”. Caso não esteja disponível, verifique se existe alguma atualização para o app.

Defeitos do feed cronológico no Instagram

O novo recurso tem um grande defeito: ele é temporário! Ao fechar o aplicativo e reabri-lo novamente, será preciso fazer o mesmo procedimento de filtrar as mensagens. Ou seja, o feed padrão será sempre organizado por algoritmos.

Outro problema é que, ao usar o feed cronológico, a bandeja de Stories fica inacessível. Isso força o usuário a voltar para a visualização padrão para ver os conteúdos temporários. Além disso, o usuário só pode selecionar até 50 contas para a lista de favoritos.

Na última semana, Adam Mosseri, chefe do Instagram, afirmou que o “Favoritos” e “Seguindo” visam proporcionar a “melhor experiência possível” aos usuários. A novidade, claro, é bem-vinda e necessária, principalmente em tempos de preocupação quanto à saúde mental dos usuários de redes sociais. Porém, essa “experiência” é no mínimo irritante, forçando o usuário a ter que classificar o conteúdo todas as vezes que entrar no app.

“Estamos sempre trabalhando em novas maneiras de melhorar sua experiência no Instagram. Continuaremos a criar recursos como Favoritos e Seguindo para oferecer mais opções e controle sobre o que você vê e ajudar a tornar o tempo gasto no aplicativo mais intencional”, promete o Instagram.