Ötzi, o homem de gelo e nossa múmia pré-histórica favorita, tem sido alvo de testes científicos inimagináveis desde que seus restos foram descobertos nos alpes italianos em 1991. Agora, uma equipe de pesquisadores italianos reconstruiu as cordas vocais de Ötzi para reproduzir como era sua voz.

Como a arte das tatuagens coloriu a história do mundo
Todos os mistérios das múmias revelados pela tecnologia

A equipe anunciou o projeto em fevereiro e usou uma série de tomografias computadorizadas para mapear a estrutura de cordas vocais e o trato vocal, baseada no tamanho delas. Então, eles submeteram as medidas a modelos matemáticos e softwares especiais para simular como o trato vocal dele funcionava.

O resultado — apresentando ontem em uma conferência italiana que celebrava os 25 anos da descoberta — é uma aproximação digital bruta da voz pré-histórica.

Então, como era a voz dele? É áspera, típica voz masculina, que lembra a de uma pessoa fumante. Abaixo, uma amostra dele falando as vogais — parece, na verdade, que ele está arrotando as letras:

Os cientistas italianos ainda precisam incorporar os efeitos dos tecidos moles na boca e na garganta, assim como a tensão e densidade das cordas vocais, para ter uma reconstrução mais precisa. “Não podemos dizer que temos a voz original de Ötzi reconstruída, pois faltam informações cruciais da múmia”, disse Rolando Fustos, líder da equipe do hospital Bolzano General na Itália, à Discovery News. “Este é um ponto inicial para futuras pesquisas.”

reconstrucao-otzi

Cientistas italianos reconstruíram o trato vocal de Ötzi (Imagem: Rolando Fustos)

[Discover]

Imagem do topo: o ator Mark Noble interpreta Ötzi na série “The Iceman Murder” (2005), da BBC. Agora, cientistas italianos recriaram a voz do homem de gelo