Ainda que o WhatsApp seja o queridinho dos usuários de mensagens instantâneas, ele não costuma ser a melhor opção quando o assunto é paquera. Estranho? A gente explica: quem conversa usando outros tipos de chat, como as directs do Instagram ou o Facebook Messenger, por exemplo, consegue ser muito mais econômico nas palavras. Tudo porque, na concorrência, existe o recurso de reagir a uma mensagem específica – o que pode ser vital na hora de deixar algo subentendido.

A pessoa de interesse enviou uma mensagem insinuante? Basta deixar um par de olhinhos no comentário, como quem não quer nada. Deu risada do que elx disse? Com uma carinha você indica que “chorou de rir” daquele comentário em específico. Já para flertes mais diretos, o clássico emoji de foguinho é a pedida. É uma ótima tática para não perder o timing da conversa adicionando uma nova mensagem – e, ainda assim, passar um recado claro.

A boa notícia para os fãs incondicionais do zap é que há indícios de que o serviço seguirá a tendência dos chats rivais, adotando também as reações em mensagens.

O recurso vem sendo testado pelos desenvolvedores do aplicativo, segundo revelou nesta quarta-feira o site especializado WABetaInfo, e deve ser liberado em uma versão beta. Os testes, porém, ainda estão em fase inicial de implementação.

Uma captura de tela obtida pelo site WABetaInfo indica que o recurso de reação em mensagem vem sendo testado
Uma captura de tela obtida pelo site WABetaInfo indica que o recurso de reação em mensagem vem sendo testado

A captura de tela que você vê acima foi obtida pelo site WABetainfo. Nela, uma mensagem de texto indica ao usuário que ele recebeu uma reação. Para visualizar qual foi ela e o comentário que a recebeu, porém, quem usa precisa atualizar o aplicativo. Isso que indica que o recurso deve constar em versões futuras do app.

Não se sabe ao certo, no entanto, quando exatamente a funcionalidade deve ser incorporada. Como o WhatsApp ainda não se pronunciou sobre a mudança, fãs de emojis ainda terão que esperar novas orientações da empresa para poder contar com o recurso.

Assine a newsletter do Gizmodo

Moral da história? Flertar on-line é uma arte. E na hora da paquera, vale usar as melhores técnicas para garantir sua obra prima.