Sempre que você vai comprar um roteador, tem lá na caixa dele o número 802.11 e uma ou duas letras. Este é o padrão do Wi-Fi. Só que quem não conhece direito pode ter dificuldade de entender porque ele foi do “n” para o “ac”, por exemplo. Para simplificar isso, a Wi-Fi Alliance mudou a nomenclatura e passou a adotar números.

Veja na lista como isso fica:

– 802.11n: Wi-Fi 4;
– 802.11ac: Wi-Fi 5;
– 802.11ax: Wi-Fi 6.

Os números 1, 2 e 3 não foram oficialmente adotados, mas eles se referem às versões b, a e g do Wi-Fi, que foram lançadas entre 1999 e 2003 e são bem pouco usadas hoje em dia. A versão 6 se refere à próxima geração de Wi-Fi, que deve chegar ao mercado no ano que vem.

• Por que seu roteador tem duas bandas de Wi-Fi e como elas funcionam
• Cientistas estão transformando roteadores Wi-Fi em radares

A Wi-Fi Alliance é a organização que testa e certifica os padrões criados pelo IEEE, o Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos. Ela é patrocinada por grandes empresas, como Apple, Samsung, Microsoft, Comcast e T-Mobile.

Imagem: Wi-Fi Alliance

A associação quer também que os números tenham maior destaque nos aparelhos. Um exemplo possível disso: ao conectar seu smartphone a uma rede, o número do Wi-Fi poderia aparecer junto ao ícone na barra de status. Essa identificação também poderia aparecer em páginas de configurações na hora de escolher a qual rede se conectar, de forma a optar pela melhor tecnologia disponível.

Ao The Verge, Kevin Robinson, chefe de marketing da Wi-Fi Alliance, diz não acreditar que a mudança aconteça imediatamente, porque “não é assim que as coisas funcionam”, mas garante que a indústria vai adotar os novos nomes. A Netgear já lançou um comunicado dizendo que vai adotar a nomenclatura a partir do ano que vem.

[The Verge, Cnet]

Imagem do topo: Alex Cranz/Gizmodo