O Uber costuma oferecer um serviço melhor que táxis a um preço mais acessível, mas a tarifa dinâmica pode alterar os preços a qualquer momento, e o serviço vem irritando alguns motoristas. Aí entra o WillGo.

>>> Um rolê de 99Top, serviço de táxi preto em São Paulo

Esta plataforma de transportes vai operar de forma semelhante ao Uber: você poderá escolher entre vários tipos de veículo, chamar o carro por um app, e pagar a corrida usando cartão de crédito. Há algumas diferenças notáveis, no entanto.

Serão cinco opções de veículo: SUV, Armor (carro blindado), Black (sedã comum), Smart (carro pequeno) e até moto – este último é apenas para entrega de documentos e objetos pequenos.

O usuário vai pagar usando um cartão de crédito através do PayPal, e poderá “favoritar” motoristas – assim, o aplicativo dará preferência para ele caso esteja por perto. Também será possível agendar uma corrida com 48 horas de antecedência.

Preços

Ao contrário do Uber, os valores da corrida serão fixos: eles não variam entre diferentes cidades do Brasil, e nem em diferentes momentos do dia. Por mais que haja muitos ou poucos motoristas na rua, o WillGo cobrará as mesmas tarifas. São elas:

Como mostra a tabela, o valor de uma corrida no WillGo vai depender apenas da quilometragem e do tempo percorrido; o Uber, no entanto, cobra tarifa-base. E os preços são competitivos: até mesmo uma corrida no WillGo Black custará menos que um táxi em bandeirada 1.

Ainda assim, o Uber costuma sair mais barato. Reunimos três cenários diferentes – viagem curta e rápida; curta e demorada; e longa – para ter uma ideia do custo, e o WillGo só se saiu melhor em uma situação (e por uma diferença de cinco centavos). No entanto, tudo muda se o Uber estiver com preço dinâmico – aí o WillGo ganha facilmente.

Existe também o WillGo Premium, que custa R$ 69,90 anuais e oferece desconto de 5% em todas as corridas, independente da categoria do veículo.

Já é possível baixar e instalar o app para usuários no Android (haverá também uma opção para iOS). Eu consegui encontrar alguns carros em serviço no Rio de Janeiro, apesar de o WillGo não ter estreado oficialmente no país.

A interface é terrivelmente semelhante à do Uber, com o mapa no centro, os tipos de veículo na parte inferior, e o menu lateral com opções basicamente iguais. Toque em “Localização de coleta” (eles provavelmente querem dizer “local de partida”), insira o destino, toque em “tarifa estimada” para ter uma ideia de quanto vai custar, e toque em “Solicitar”.

willgo rio

A estimativa provavelmente ainda está com bugs (o app diz que algumas corridas começam a partir de R$ 0 – ela sai de graça?) e o tempo de espera pode ser alto, mas é como dissemos: o WillGo ainda não estreou oficialmente.

Ele começará a operar em São Paulo na primeira quinzena de abril, e então chegará a mais quatro capitais – Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre – ainda no primeiro semestre, antes de se espalhar para o interior.

Motoristas

O preço dinâmico é um atrativo do Uber para motoristas, que recebem mais se houver poucos carros circulando. No entanto, eles têm que pagar uma taxa de 20% a 25% por corrida.

O WillGo faz algo diferente e cobra uma taxa fixa dos motoristas, independente de ele estar trabalhando ou não. No plano bianual, o valor equivale aproximadamente a R$ 170 por mês; no anual, R$ 220/mês; e no trimestral, R$ 350/mês. Além disso, o pagamento das corridas é feito em até 24 horas diretamente ao motorista, sem passar pela WillGo.

willgo motorista

O app para motoristas está disponível desde fevereiro no Android (em breve no iOS). Para se cadastrar, é preciso ter um automóvel quatro portas com ano até 2008, banco de couro e ar-condicionado, mais seguro próprio. O serviço não permite motoristas com antecedentes criminais. Segundo a Auto Esporte, “os aprovados passam por treinamento para entender a ferramenta e a experiência que deve ser proporcionada ao cliente”.

Samir Gabriel da Silva, diretor da WillGo no Brasil, espera atingir uma frota com 3.000 a 4.500 motoristas, e diz ao Estadão que “mais de 80% dos motoristas cadastrados até o momento vieram do Uber”. Rubens Cavalcante Neto, responsável pelo corpo jurídico da WillGo, afirma ao Startupi que a plataforma atende às exigências do decreto que vai regulamentar a atividade de motoristas remunerados em São Paulo.

O Uber conseguiu fazer uma expansão internacional agressiva, inclusive reduzindo tarifas ao longo do tempo, por arrecadar milhões de dólares em financiamento. A empresa vem disputando espaço de forma acirrada com outras concorrentes – como eles vão reagir ao WillGo? Saberemos em breve.

[WillGoEstadãoAuto EsporteStartupi]