Eu gostava do Windows 7, tanto que eu quase não queria sair dele. O Vista era horrível, e eu não quis lidar com as mudanças dramáticas no Windows 8 e 8.1. O Windows 7 era agradável e familiar, e para uma jornalista de tecnologia, eu sou surpreendentemente resistente à mudança.

Por outro lado, o Windows 10 parecia melhorar algumas coisas sem alterar drasticamente todo o meu PC – por isso, instalei a atualização.

>>> Windows 10: perguntas e respostas sobre a atualização
>>> Quais recursos seu PC vai ganhar (e perder) ao atualizar para o Windows 10

Tudo em seu lugar

Windows 7 e Windows 10

O Windows 10 mantém seus aplicativos, configurações e arquivos, e você não precisa fazer qualquer esforço para isso acontecer. O assistente da Microsoft dá a opção de “Manter arquivos pessoais e aplicativos” como padrão. Se, por algum motivo, você quiser abandonar seus aplicativos, basta clicar em “Alterar o que deve ser mantido”.

Fora isso, o processo de atualização não pede que você faça escolhas. A Microsoft sempre foi muito boa em tornar mais difícil o acesso a configurações que poderiam causar dano real ao PC, e a atualização do Windows 10 é um bom exemplo disso.

Para mim, a melhor coisa sobre o Windows 10 até agora é que, quando você atualiza, tudo fica automaticamente no mesmo lugar que estava no Windows 7 – só que em uma interface mais moderna e mais agradável. Você não precisa reinstalar seus aplicativos nem gastar tempo colocando suas coisas de volta.

Está tudo lá. Tudo mesmo! Deixei algumas notas adesivas na área de trabalho antes da instalação, só para ver o que iria acontecer, e eles estavam lá quando a atualização terminou.

1361601971928113992

O Steam continua a abrir durante a inicialização; e World of Warcraft e Hearthstone rodam bem, o que não é realmente surpreendente, mas ainda é bom saber.

O Windows 10 apresenta novas versões de alguns aplicativos familiares e acaba com o Media Center de vez. (O Windows Media Player ainda está aqui, e ainda funciona.) E alguns aplicativos mais antigos, como o Internet Explorer, parecem funcionar bem no Windows 10 ao lado do novo Microsoft Edge.

O RocketDock, um launcher de aplicativos que dá a PCs um dock semelhante ao do Mac OS X, sobreviveu quase que intacto à atualização. Ele não estava em seu lugar de sempre no meu desktop quando a atualização terminou, mas assim que eu abri o aplicativo, ele apareceu com meus velhos ícones no lugar.

1354203081024336781

Busca

O recurso de pesquisa facilitou na hora de encontrar o RocketDock quando ele desapareceu; a busca está mais fluida e menos desajeitada do que no Windows 7, e acho que esta é uma das características mais agradáveis ​​no Windows 10.

Se sua barra de tarefas estiver na horizontal, você terá um campo de pesquisa no qual é possível digitar. Eu prefiro minha barra de tarefas na vertical, no canto esquerdo da tela, então eu só tenho um pequeno ícone círcular para clicar, o que abre a Pesquisa para que eu possa usar a Cortana e encontrar meus arquivos.

O menu Iniciar

Estou cautelosamente otimista sobre o novo menu Iniciar. Nos últimos meses, eu alternei entre o Windows 7 no meu laptop e o Windows 8.1 em um Surface 3, e o menu Iniciar do Windows 10 me parece uma boa combinação dos dois.

A metade esquerda é semelhante ao velho menu Iniciar do Windows 7, mas mostra uma lista de seus aplicativos mais usados, em vez dos que você usou recentemente. A minha única queixa real é que você pode remover itens dessa lista, mas não adicionar atalhos a ela: não é possível fixar um programa na barra esquerda, como no Windows 7.

Windows 10 - dia dois (1)

Para fixar atalhos de programas, é preciso usar a metade direita do menu Iniciar. É um grupo de blocos que, por padrão, traz diversos aplicativos Metro: alguns são básicos (Cortana e Edge), outros eu provavelmente nunca vou usar (Dinheiro e Flipboard). O arranjo padrão desses blocos é honestamente um pouco estranho, mas isso é facilmente alterado com apenas alguns cliques.

Vou precisar me acostumar um pouco a esse novo menu Iniciar mas, no longo prazo, acho que vou ser muito feliz com ele. Eu era uma extremista anti-“tiles” quando o Windows 8 foi lançado, e, embora tenha aprendido a gostar deles quando comecei a usar o 8.1, eu ainda prefiro o visual mais sóbrio do Windows 7. O Windows 10 parece atingir um equilíbrio agradável nesse sentido.

Desempenho

O Windows 7 está no mercado desde 2009, por isso, se você passou tanto tempo sem migrar para o Windows 8.1, você provavelmente está em um PC um pouco mais antigo. No entanto, desde que ele atenda aos requisitos mínimos para a instalação – e eles são realmente baixos – tudo provavelmente irá funcionar bem.

Meu laptop tem cerca de quatro anos de idade, e está em extrema necessidade de uma nova bateria e mais RAM. Ainda assim, eu fiquei agradavelmente surpresa com o desempenho do Windows 10. Alguns processos, como abrir arquivos do Word, estavam começando a ficar um pouco lentos no Windows 7, mas eles realmente parecem um pouco mais rápidos no Windows 10.

Algumas advertências

É possível que, quando o seu PC reinicie pela primeira vez após a instalação, sua área de trabalho apareça sem o papel de parede, ícones e arquivos. Não se preocupe: seu PC só precisa reiniciar mais algumas vezes antes de estar totalmente pronto.

A primeira reinicialização leva um tempo – esqueça o computador por mais ou menos uma hora – mas quando estiver terminado, você verá sua área de trabalho do jeito que você a deixou, mas com a nova barra de tarefas do Windows 10. Você também vai receber uma notificação de que seu PC precisa ser reiniciado novamente, mas é muito mais rápido desta vez.

O processo da atualização em si é surpreendentemente indolor. E no geral, se você curte o Windows 7, você provavelmente também vai gostar do Windows 10.

Mas, mesmo que o processo de atualização em si corra bem, você talvez não queira instalar o Windows 10 imediatamente: é provável que você encontre alguns bugs frustrantes que devem ser corrigidos em breve. E eu recomendo fortemente fazer backup de seus dados (mesmo que você não atualize – isso é sempre importante). Você vai atualizar também?