A Apple anunciou várias novidades na WWDC, e Tim Cook saiu contente e satisfeito do palco. Mas nem todo mundo deve estar bem: a Apple cobriu diversas bases que antes eram da concorrência. Eis os Manny Pacquiaos* da WWDC 2012.

Google Maps

Não contente em começar a keynote fazendo a Siri contar piadas às custas do Google, a Apple revelou seu próprio sistema de mapas que se aproxima do Google Maps. Funções como busca local (que permite encontrar estabelecimentos próximos), visão 3D das cidades e flyovers eram praticamente exclusivas do Google, seja no Maps ou no Earth. Mas todo mundo sabia que isto estava chegando: lembra quando o Google correu para revelar sua própria iniciativa de mapas 3D, na semana passada?



Só que a Apple não anunciou nada próximo ao Street View, o que permanece uma função matadora do Google, na qual eles investiram muito. E ainda faltam as instruções de transporte público. Mesmo assim, é um golpe para o Grande G. E isso sem mencionar a navegação curva-a-curva de graça e com a Siri. Falando nisso…

Apps de navegação

Os mapas da Apple finalmente possuem navegação curva-a-curva com instruções sonoras, e avisos em tempo real caso você saia do caminho previsto, ou caso haja um caminho melhor (dependendo do trânsito). Ele possui tempo estimado de chegada, informações de trânsito, e muda automaticamente o ângulo da câmera para mostrar o que você precisa fazer a seguir. E a Siri lê tudo para você. Além disso, algumas fabricantes de carro vão embutir botões Siri no painel de seus novos veículos.

O que é ótimo para você, mas bem ruim para apps como Motion X GPS Drive, Garmin e toda a indústria de apps de navegação. O maior chute nos dentes provavelmente foi no Waze, um app fantástico que usa dados de trânsito obtidos por crowdsourcing, com informações específicas em cada via, para levar você do ponto A ao ponto B o mais rápido possível. E ele acaba de ganhar um concorrente embutido no iOS 6: o próprio app Mapas, com dados sobre tráfego também obtidos por crowdsourcing.

Apps para leitura posterior

Esta já dava para esperar. Ou pelo menos, era para você esperar. Apps como Instapaper, Pocket e Readability são superpopulares porque permitem favoritar um texto em um lugar (por exemplo, no navegador do seu trabalho) para ler em outro lugar (por exemplo, no seu iPad à noite). O melhor de tudo é que esses apps removem todas as firulas visuais para concentrar só no texto (e às vezes imagens) do que você quer ler.

E agora o Safari faz tudo isso também. A nova Reading List salva páginas da web inteiras para ler depois, e as sincroniza entre todos os dispositivos. Quando você estiver pronto para ler, basta usar a função Reader do Safari para remover todas as firulas visuais. O Instapaper e o Pocket vêm se concentrando bastante em descoberta, ajudando a encontrar coisas novas para ler – uma estratégia bem esperta. Porque se for só para ler depois – e ler melhor – parece que não adianta muito lutar contra a Apple.

Ultrabooks

Os Ultrabooks são a resposta da concorrência para o MacBook Air, mas a Apple mostrou que ainda está à frente: o novo MacBook Pro com Retina Display tem tudo para ser o (novo) futuro dos laptops. Ele ainda é muito caro (principalmente no Brasil); se você quer algo mais barato, o MacBook Air com novas especificações fica (pelo menos) pau a pau com os ultrabooks de hoje.

Cabos MagSafe para carregar MacBooks

O MagSafe 2 é um novo conector menor para carregar a bateria dos MacBooks. O problema: ele é incompatível com o MagSafe original. Nãããããããããão! Eu venho colecionando esses carregadores desde sempre! O que eu vou fazer com os outros cabos MagSafe que eu roubo de jornalistas em toda conferência para a imprensa onde eu estive nos últimos seis anos? Agora acho que vou ter que comprar um monte de ímãs de R$49. Eu digo “um monte” porque eles são muito pequenos, e obviamente vou perder vários. Bem, pelo menos esse novo padrão significa que a Apple não vai mudá-lo de novo nos próximo cinco anos, certo?

Certo?

*Ou seja, quem perdeu no jogo, mas por pura injustiça! De repente alguém aí não é fã de boxe.