Em janeiro, a Xiaomi lançou o Redmi 3. Ele ganhou duas novas variantes esta semana: o Redmi 3S e 3X têm leitor de digitais e boas especificações pelo preço.

As únicas diferenças entre o Redmi 3 e 3S estão no novo leitor de digitais na traseira, e no processador: o 3S tem um chip octa-core Snapdragon 430 ligeiramente mais lento (em relação ao Snapdragon 616). Ganha-se de um lado, perde-se de outro – a ideia é manter o preço igual entre ambos, o equivalente a R$ 370.



xiaomi redmi 3s (2)

De resto, eles são idênticos: tela HD de 5 polegadas, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento expansível por microSD, câmera de 13 MP, f/2.0 e foco por detecção de fase, e bateria de 4.100 mAh com carregamento rápido.

Xiaomi-Redmi-3X_2

O Redmi 3X, por sua vez, é uma variante do 3S com 32GB de armazenamento. Ele custa o equivalente a R$ 475. Todos têm 8,5 mm de espessura e pesam 144 g, além de rodarem a MIUI 7 baseada no Android 5.1 Lollipop.

É ótimo que os leitores de digitais estejam chegando a smartphones cada vez mais baratos, mas é uma pena que a Xiaomi tenha feito uma “pausa” nos lançamentos para o Brasil.

[MIUI e The Verge]