A gente bem sabe que as baterias de smartphones, principalmente em aparelhos mais caros, ainda não oferecem uma autonomia de vários dias. Por outro lado, o carregamento vem sendo aprimorado ano após ano. E a Xiaomi apresentou uma novidade: sua tecnologia de recarga para celulares agora é capaz de alcançar uma carga completa em apenas oito minutos, via cabo, e 15 minutos, por carregamento sem fio.

Batizada de “HyperCharge”, a tecnologia foi apresentada neste domingo (20) pela fabricante asiática. Como já era de se esperar, tudo em um ambiente controlado: o dispositivo testado foi um Mi 11 Pro modificado com potências de 200 watts, para recarga com fio, e 120 watts, sem fio. A bateria do celular tem 4.000 mAh de capacidade.

Segundo um vídeo divulgado pela Xiaomi, usando a recarga via cabo de 200 watts, o smartphone saltou de 0% para 50% em três minutos, e precisou de oito minutos para carregar por completo. Para recarga sem fio de 120 watts, o telefone, conectado a uma base wireless, chegou à metade de sua carga com sete minutos, e a 100% após 15 minutos.

Assine a newsletter do Gizmodo

Com isso, a Xiaomi diz ter desenvolvido o sistema de recarga de celulares mais rápido do mundo. Mais até do que tecnologias da própria empresa. Há dois anos, por exemplo, a companhia anunciou um sistema de 100 watts que recarregava baterias de 4.000 mAh em 17 minutos. O Mi 10 Ultra, lançado no ano passado, tem suporte para recarga de até 120 watts que carrega completamente o dispositivo em 23 minutos. No entanto, sua bateria é maior (4.500 mAh).

Eu só tenho dois receios recentes quanto a essa tecnologia de recarga ultrarrápida. Primeiro: como bem pontua o The Verge, os testes com o Mi 11 Pro modificado aconteceram dentro de um cenário controlado. E embora pareça promissor, ainda não reflete o mundo real, uma vez que a tecnologia exige cabos e adaptadores compatíveis.

Em segundo lugar, eu fico pensando no quanto uma bateria poderia ficar viciada mais rápido se ficasse constantemente ligada a 200 watts. Levando em consideração que é fácil esquecer que o celular na tomada um dia inteiro, isso certamente poderia apresentar algum problema, mesmo que a longo prazo. Bom, vamos aguardar.

[Xiaomi, The Verge]