Na edição desta semana de Baterias São Perigosas, vamos ao grande estado de Nova Jérsei, onde uma caixa de som de bluetooth recentemente começou a queimar sobre a cama de uma garota e então explodiu. Ainda bem que ninguém se machucou e a casa não pegou fogo. O incidente ainda assim serve como uma história de alerta para todos nós.

• Bluetooth 5 que tem o dobro de velocidade e mais alcance já está pronto para ser usado
• A fábrica que produzia as baterias do Galaxy Note 7 pegou fogo

Por enquanto, esse tipo de história parece assustadoramente familiar. A NBC New York noticia:

A mulher disse que sua filha estava em seu quarto, ouvindo música com a caixa de som sobre sua cama, não plugada, e casualmente entrou no quarto de sua mãe para dizer que estava saindo fumaça do aparelho. …

Ela disse que não sabia o que fazer; sua filha pegou uma luva de forno e uma sacola de papel. Elas jogaram o dispositivo dentro da sacola e levaram-no para fora, nas escadarias do apartamento, onde a mãe diz que o dispositivo “explodiu” e entrou em chamas.

Dica rápida: colocar qualquer coisa que está produzindo fumaça dentro de uma sacola de papel não é uma grande ideia. O papel é altamente inflamável. Mas também ninguém deveria se preocupar com o perigo de explosão de seus aparelhos. O risco de dispositivos com baterias íons-lítio não vai passar por um bom tempo, entretanto.

Não está claro qual modelo de caixa de som estava envolvido no incidente de Nova Jérsei. A mãe, Nicole Tatem, tweetou para a JBL, assim como para a Best Buy e a Target, pedindo às lojas para tirar os produtos da JBL de suas prateleiras. Após uma inspeção mais detalhada, o fator de forma da caixa de som danificada sugere que possa ser a JBL Pulse, que tem luzes LED que respondem à música tocada.

Vendo ainda mais detalhadamente, você pode claramente ver “NFC” escrito em grandes letras brancas na parte de baixo do dispositivo. Se a caixa de som de fato é uma JBL Pulse, é ali que a placa de NFC ficaria. Entretanto, algumas imagens de Pulses autênticas mostram o logotipo NFC como algo pequeno e escuro no dispositivo. Isso levanta a possibilidade de que a família de Nova Jérsei podia ter uma JBL Pulse falsificada. Uma rápida pesquisa no Google mostra que caixas de som falsificadas da JBL são bem comuns.

Entramos em contato com a JBL para saber mais detalhes deste incidente. A empresa disse que está “investigando o assunto” e afirmou estar “comprometida com a qualidade e o desempenho de nossos produtos e levamos muito a sério este incidente. Entramos em contato com essa consumidora para determinar se o produto é autêntico e para reunir mais detalhes”.

Enquanto isso, a Consumer Product Safety Commission (CPSC), órgão de certificação de segurança de produtos, contou ao Gizmodo que houve outros relatos de caixas de som bluetooth explodindo, embora a agência não pudesse confirmar de quais marcas eram.

[NBC New York]