Você conhece o Pebble? É um relógio de pulso inteligente que começou sua campanha no Kickstarter em 2012, arrecadando mais de US$ 10 milhões (o objetivo eram US$ 100.000). Ele foi exibido ao público pela primeira vez há um ano, na CES 2013, e agora ganhou um novo visual: testamos o Pebble Steel.

Esta nova versão do smartwatch mantém boa parte do que vimos na versão anterior. A tela ePaper ainda tem só 144×168 pixels e não é tão nítida quanto eu gostaria; mas ela fica sempre ligada sem gastar energia, e é fácil de visualizar em qualquer ângulo – a retroiluminação, para vê-la no escuro, também ajuda.

Em vez de uma tela sensível ao toque, o Pebble possui quatro botões físicos para controlar a interface. No lado esquerdo, fica a função de Voltar; no lado direito, a funcionalidade dos três botões é controlada pelo app.

pebble steel 5

Por exemplo, com o Digital DriveStyle, você poderá controlar o GPS embutido nos carros da Mercedes-Benz: o botão superior inicia a navegação; o botão central serve para você avisar sobre problemas na pista (como no Waze!); e com o botão inferior, você avisa sobre tráfego intenso.

Por dentro, praticamente nada mudou: ele continua à prova d’água (a até 5 ATM) e mantém seu processador ARM, acelerômetro, bússola, motor vibratório e sensor de iluminação.

pebble steel 3

O Pebble Steel, no entanto, ganhou um visual menor e mais fino, com seu novo corpo de aço inoxidável. Os botões agora ficam mais próximos, porém não foi difícil controlá-los em nosso teste rápido. Ele também fica bem mais elegante no pulso, com suas pulseiras de metal e couro (ambas acompanham o novo Pebble).

Para conversar com seu iPhone ou smartphone Android, o Pebble usa conectividade Bluetooth 4.0 Low Energy. Isso, aliado à tela ePaper, faz sua bateria dura até uma semana; ela é recarregada usando um acessório proprietário que acompanha o smartwatch.

O Pebble já consegue fazer muitas coisas: recebe notificações de e-mails, SMS, redes sociais; exibe informações como previsão do tempo e notícias; controla outros dispositivos, como uma câmera ou um automóvel; e acompanha suas atividades físicas. Grandes nomes como Yelp, Foursquare e GoPro já oferecem apps para a plataforma.

pebble steel 6

A novidade anunciada na CES deste ano é uma app store, que vai centralizar os apps de terceiros e será lançada no final de janeiro. Para instalar um deles, basta usar o app do Pebble para iOS e Android. Eles também anunciaram parceria com ESPN, Mercedes-Benz e Pandora (streaming de música) – eles vão oferecer apps especialmente para o Pebble.

Junte esse apoio de terceiros a uma bateria que dura até uma semana (em vez das pífias 25h do Samsung Galaxy Gear) e a um preço bem convidativo, e você tem um produto bem-sucedido. O Pebble, que custa US$ 150, já vendeu mais de 300.000 unidades. Mas será que o Pebble Steel, custando US$ 249, consegue repetir o sucesso? A ver.

O Pebble Steel está à venda exclusivamente pelo site getpebble.com, inicialmente com frete gratuito para o mundo inteiro.

pebble steel 1

pebble steel 2

[Felipe Ventura está em Las Vegas cobrindo a CES para o Gizmodo Brasil]