A Intel divulgou oficialmente um roadmap de processadores, cheio de todo tipo de novidades para os geeks que amam hardware.

Prepare-se para o Ultrabook, o novo híbrido da Intel que tira algumas ideias de design do MacBook Air. O Ultrabook terá a segunda geração dos chips Intel Core – o Ivy Bridge – preço abaixo dos US$1.000, portas Thunderbolt e 2cm de espessura mínima. A Intel acredita que 40% dos usuários vão largar o notebook tradicional e usar um Ultrabook até o final de 2012. O primeiro Ultrabook será fabricado pela Asus e lançado no final do ano. Veja mais imagens do Asus UX21 no Netbook News.

Enquanto isso, o já conhecido processador Atom vai continuar vivo, e bem vivo. Ele chegará a tablets e vai quebrar a lei de Moore – que prevê a duplicação do número de transistores nos chips, pelo mesmo custo, a cada 18 meses. O processador Atom “Cedar Trail” de 32nm vai diminuir para 22nm ano que vem, e para 14nm até 2014. Menor é melhor: o chip roda mais rápido, produz menos calor e usa menos energia que seu irmão maior. Este é um trio de funções de que um sub-notebook ou um tablet precisam bastante, quando usados fora de casa ou do escritório.

Falando de pequeno, a Intel vai aumentar a concorrência contra o ARM confirmando sua variante para o Atom, chamado “Medfield”, que será produzido a partir do final do ano, e chegarão a smartphones e tablets no primeiro semestre de 2012. Isto não muda o fato de que a maioria dos smartphones hoje tem chips baseados em ARM, mas um pouco de concorrência ajuda a ARM a não ficar parada no tempo. [Intel]