Independentemente de você achar que ela era ou não uma ameaça, a primeira arma feita em impressora 3D não chegava perto das que conhecemos e vemos pelo mundo. Mas este novo revólver da Solid Concept é tão impressionante que nem parece que tudo começou como um arquivo 3D CAD que foi impresso para se tornar real.

Afirmando ser o único serviço de impressão 3D com licença federal de armas de fogo, a Solid Concepts não apenas criou a primeira arma de metal feita em impressora 3D, como também atirou mais de 50 vezes com elas quase sem nenhum dano ao revólver. Por mais que esse marco nas armas de fogo feitas em impressora 3D possa assustar um pouco, na verdade você não deveria se preocupar muito com ela.

Enquanto o modelo feito com plástico impresso em 3D, a The Liberator, era temida por causa do seu potencial de acesso amplo e sem regulação, a impressão 3D com metal – chamado de sinterização direta de metal por laser, ou DMLS – é um monstro completamente diferente. Como Scott McGown, vice-presidente de marketing da Solid Concepts explicou ao The Verge, “Existem barreiras de entrada que vão manter o público distante desta tecnologia por muitos anos”. Não apenas o equipamento necessário é muito mais caro do que qualquer impressora 3D de plástico, como a habilidade técnica exigida não é algo que você consiga aprender lendo um manual.

O que isso prova, no entanto, é que DMLS é uma tecnologia viável com potencial de cumprir tarefas bastante complexas. O fato da arma atirar mais de 50 vezes e ainda conseguir mais diz muito sobre a qualidade dos produtos DLMS; a primeira arma feita com impressão 3D foi abandonada após apenas um tiro. Ainda assim, ao mesmo tempo que não precisamos nos preocupar com algum maluco criando uma arma dessas na garagem de casa, é apenas questão de tempo até essa tecnologia se tornar tão comum quanto esquentar um sanduíche no micro-ondas. [The Verge]