O Washington Harbor, um escritório à beira-mar e prédio de varejo em Washington, D.C., nos Estados Unidos, contratou um robô para fazer parte da segurança do local. O Knightscope K5, segundo as descrições de seus criadores, tem como grande característica a capacidade de “se guiarem mesmo através dos ambientes mais complexos”. O que claramente não ficou provado no caso desse pequeno robô em específico, que decidiu dar um mergulho na fonte do prédio no meio de um dia quente.

• Esta impressora cria robôs para explorar áreas inalcançáveis para humanos
• Esta câmera robótica flutuante é a coisa mais fofa já enviada ao espaço

A história viralizou depois do usuário de Twitter @bilalfarooqui compartilhar uma foto do robô boiando na fonte, com a seguinte legenda: “Nosso escritório em D.C. comprou um robô de segurança. Prometeram-nos carros voadores, em vez disso nos deram robôs suicidas”.

O Knightscope K5 tem 1,52 metro de altura, conta com sensores avançados, reconhecimento de placa, visão de calor, capacidades forenses e streaming de vídeos em 360 graus, habilidades excelentes para um robô-segurança, mas não suficientes para que ele queira se refrescar um pouco. O bom humor diante das circunstâncias, aliás, foi como a empresa responsável pela criação do K5 escolheu lidar com a situação toda.

(“URGENTE: ‘Fiquei sabendo que os humanos podem mergulhar na água nesse calor, mas que os robôs, não. Desculpe-me’, disse K5, em um comunicado oficial.”)

Criado pela Knightscope, o K5 é normalmente alugado para shoppings, escritórios e estacionamentos, com o objetivo de reforçar o patrulhamento nesses lugares, soando um apito e alertando os outros membros da segurança caso identifique algum tipo de infração no ambiente. No caso, o K5 do Washington Harbor identificou a necessidade de dar uma refrescada debaixo do calor de mais de 32ºC que tem assolado a região ultimamente.

[TNWDaily Mail]

Imagem do topo: Divulgação / Knightscope