Você deve se lembrar que, em uma grande jogada de marketing, a SpaceX enviou um Tesla vermelho, com um boneco motorista chamado Starman e a frase “DON’T PANIC” escrita no painel de controle, para o espaço usando o foguete Falcon Heavy. O carro é agora parte permanente do diretório de corpos celestiais do sistema solar NASA HORIZONS.

SpaceX lançou o foguete mais poderoso do mundo e levou um carro junto com ele
Agência espacial do Japão estabelece recorde de menor foguete já lançado

Quer ver esse registro por conta própria? A Grist noticia que, na interface web do HORIZONS, é só clicar em “change” ao lado de target body, escrever “SpaceX”, apertar enter e então clicar em “Generate ephemeris”.

Nessa página, você encontrará detalhes sobre o Tesla Roadster, além de sua efeméride, ou posição no espaço. Este é o mesmo sistema que rastreia todos os outros corpos celestiais presentes no Sistema Solar, incluindo satélites e, você sabe, Marte.

Mas a página também revela um segredo: um modelo miniatura Hot Wheels do Tesla Roadster está no console do carro — ele também tem um mini Starman no banco do motorista, e a versão miniatura funciona como um pendrive e possui em sua memória interna uma cópia do clássico de ficção científica Fundação, de Isaac Asmiov. O carro está agora em órbita entre 0,99 e 1,7 unidade astronômica, com uma unidade astronômica sendo equivalente à distância entre a Terra e o Sol. Em média, Marte está a 1,5 unidades astronômicas do Sol.

Além das coordenadas, há um alerta: “Erros de previsão podem aumentar significativamente no decorrer do tempo devido a pressão solar não modelada, radiação térmica ou aceleração das liberações de gases que não são caracterizadas”.

Quem sabe, talvez em alguns milhões de anos um pedaço irradiado de metal colidirá com a Terra como um símbolo do detrito mítico de uma espécie anciã. Não seria engraçado?

[via Eric Holthaus’ Twitter]