Atualizado às 17h55 de 5/10 com informações da seção Compre por jogo

Você já ouviu hoje que os joguinhos estão em alta atualmente? Se você ainda não ouviu hoje de como os joguinhos estão em alta, eu te falo claramente: os joguinhos estão em alta. O universo de jogadores tem aumentado (só no Brasil, estima-se mais de 70 milhões de gamers), as desenvolvedoras têm feito títulos apelativos para os mais distintos públicos, sem contar as ligas milionárias de e-sports.

Sony começa a liberar suporte a jogos multiplataforma no PS4, e Fortnite é o primeiro título
Ministério da Cultura vai investir R$ 100 milhões na indústria brasileira de games

É nesse cenário que foi anunciada na noite desta terça-feira (2), no Brasil, mais uma marca do segmento, a 2am Gaming, que vai atuar vendendo desktops, notebooks e acessórios, como teclado, mouse e até cadeira gamer. Segundo os desenvolvedores, o nome (dito em inglês, mas que poderia ser simplificado para duas da madruga) tem relação com o horário em que a galera joga.

Trata-se de uma iniciativa da Positivo Tecnologia em parceria com a Nvidia e a Intel. Por parte da empresa brasileira, aparentemente, eles fizeram algo parecido com a marca de smartphones Quantum: a companhia entra como investidora em uma nova unidade de negócio em sintonia com outras marcas. Aliás, Rodolfo Torello, VP de marketing da Positivo Tecnologia, fez questão que a área fosse blindada do resto da empresa.

Notebook da linha Performance da 2am

O papo todo por trás da 2am é que escolher um computador para jogar pode ser difícil. Após fazer pesquisas de mercado, a marca argumenta que muita gente da geração atual não manja de detalhes técnicos de hardware. Sem contar que, no varejo físico, existe muito pouca informação qualificada para esse tipo de compra. Por isso, a 2am mostrou durante a apresentação mecanismo que eles chamam de “Compre por Jogo”. Nele, basicamente, quem não tem muito conhecimento poderá dizer os tipos de games pelos quais se interessa, e eles indicarão a melhor máquina.

Ainda que a 2am queira conquistar quem não manja muito e jogadores casuais, a marca também quer ter moral com os gamers hardcore. Por isso, oferece mouses otimizados para games e teclado mecânico (até em notebooks). Para se ter uma ideia, os computadores da marca podem variar de R$ 2.600 a R$ 49 mil.

Gabinete de um dos desktops da 2am. Crédito: Divulgação

O que tem por dentro?

De modo geral, o hardware é todo Intel e Nvidia. A marca de processamento gráfico oferece GeForce GTX em todas as máquinas. Em computadores mais avançados, você vai poder utilizar GPUs da série GeForce RTX, anunciada em agosto na Gamescom.

Por parte da Intel, existe uma gama bem distinta de CPUs nos desktops e laptops. Você vai achar nos computadores chips Intel de 8ª geração com opção de overclock, por exemplo. Algumas máquinas com HD terão a tecnologia Optane da Intel — se você não manja, é um sistema proprietário da companhia que torna o acesso ao disco rígido mais rápido, e, em alguns casos, a rapidez se equipara à de um disco SSD.

Ainda que o foco da marca seja games, muitas opções, por causa do hardware parrudo, estarão prontas para rodar ou desenvolver aplicações em realidade virtual.

Por fim, na linha Insane, que abrange desktops topo de linha, os cases foram feitos em parceria com a taiwanesa InWin.

Acredite, este gabinete da linha Insane é gigante, e o computador custa R$ 49 mil. Crédito: Divulgação

Com os joguinhos cada vez mais em alta, é comum que as marcas cresçam o olho nesse segmento que tem se desenvolvido bastante — os e-sports têm sido até pauta de programas esportivos nos últimos anos. A aposta da Positivo e suas parceiras com Nvidia e Intel parecem fazer sentido. Só resta saber se a marca vai ter aceitação da comunidade e sucesso em um cenário de crise econômica. Como se isso não fosse suficiente, o dólar está batendo os R$ 4, o que encarece bem os itens importados.

Este ano parece ter sido de apostas para a Positivo Tecnologia. A marca tem investido bastante em modelos de parcerias, seja com marcas próprias (como a recém-lançada 2am) ou com marcas de terceiros — nesse ano, já trouxe a Anker, e, em breve, devem ser lançados smartphones da Huawei. Só os próximos tempos dirão se o modelo vai dar samba ou não.