Uma águia russa gigante, nativa da Ásia, foi avistada nesta semana ao longo do rio Taunton, em Massachusetts, EUA, a quase oito mil quilômetros de distância de seu território originário.

A espécie é uma águia marinha de Steeler, originária da península de Kamchatka, no extremo oriental da Rússia. Também é encontrada em países como Japão, China e na península da Coreia.

Um observador do site The Birdist, em Massachusetts, identificou a ave pelas marcas brancas em suas asas, pelo bico bem alaranjado e pelo seu tamanho, muito maior que as águias locais ao seu redor.

Medidas impressionam

A espécie é uma das maiores aves de rapina do mundo, facilmente reconhecíveis graças aos seus impressionantes bicos laranja e caudas brancas, as águias marinhas de Steller chegam a pesar quase 10 quilo e tem uma envergadura de asas de até 2,5 metros.

Especialistas acreditam que a ave avistada é a mesma que foi observada no mês passado voando no leste do Canadá e que também foi visto no Alasca em 2020.

Assine a newsletter do Gizmodo

Por mais raro e inesperado que seja, não é tão incomum esta espécie esteja tão longe de casa. Os pesquisadores ressaltam que não é raro que as aves se desviem de seus territórios nativos, seja devido a fatores ambientais (como mudança climática ou perda de habitat) ou por simples falhas de seu sistema de orientação.