O Airbnb vai passar a restringir as “party houses” (festas em casa) após um tiroteio durante o Halloween numa casa alugada na Califórnia deixar cinco pessoas mortas na semana passada.

O CEO do Airbn, Brian Chesky, descreveu como a empresa planeja “combater festas não autorizadas e a se livrar da conduta abusiva de anfitriões e convidados” em uma thread no Twitter publicada no último sábado (2).

O incidente ocorreu em Orinda, na Califórnia, em uma casa que estava anunciada como “uma mansão para festa” nas redes sociais, segundo o San Francisco Chronicle. A anfitriã havia alugado a propriedade sob o pretexto de que ela estava fazendo uma reunião de família para 12 pessoas.

Tradução: A partir de hoje, estamos banindo “party houses” e estamos redobrando nossos esforços para combater festas não autorizadas e nos livrarmos de condutas abusivas de anfitriões, incluindo condutas que levam a eventos terríveis como vimos em Orinda. Abaixo, o que faremos:

Primeiro, estamos expandindo a triagem manual de reservas de alto risco sinalizadas por nossa tecnologia de detecção de riscos.

Segundo, estamos criando uma equipe de resposta rápida dedicada a “festas em casa”.

Terceiro, estamos tomando medidas imediatas contra usuários que violam essas políticas, incluindo a remoção [dessas pessoas da plataforma].

Eu solicitei a Margaret Richardson, de nossa equipe executiva, que supervisione essa nova equipe, inicie uma revisão de 10 dias e acelere o desenvolvimento e implementação dessas novas iniciativas de segurança.

Para ajudar a impor essa proibição, Chesky disse que está criando uma equipe de resposta rápida dedicada às party houses liderada por Margaret Richardson, da equipe executiva da empresa. Entre outras medidas de segurança adicionais, o Airbnb planeja acelerar o processo de verificação de reservas, particularmente aquelas sinalizadas como de “alto risco” pela tecnologia de detecção de riscos do Airbnb.

“O que aconteceu na última quinta-feira em Orinda, Califórnia, foi horrível. Lamento pelas famílias e vizinhos impactados por esta tragédia — estamos trabalhando para oferecer suporte a eles”, escreveu Chesky.

As autoridades ainda não identificaram um suspeito de ter iniciado o tiroteio. Além disso, um número ainda não confirmado de convidados da festa ficou ferido durante o ataque, conforme noticia a Reuters.