Desde que a AMD lançou a linha Ryzen em 2017, sempre houve uma história de que a empresa desafiaria a Intel no ramo de CPU e ajudaria a reduzir os preços e aumentar a inovação. Com o anúncio da série móvel Ryzen 4000, parece que a empresa está finalmente entrando na briga com a Intel. “É o melhor processador móvel já construído”, afirmou Lisa Su, CEO da AMD, durante conferência de imprensa na CES 2020 em Las Vegas.

Durante a noite desta segunda-feira (6), a AMD anunciou a quarta geração do Ryzen para dispositivos móveis. O Ryzen 4000 é baseado no processo de 7 nm usado nos mais recentes produtos para desktop da AMD. O processo de 7 nm é crucial para a empresa se gabar, pois a AMD é a primeira empresa que entrega processadores x86 com base neste processo. A Intel  ainda está presa nos processos de 10 nm e 12 nm.

A ideia de um processador menor é que ele torne tudo mais rápido e com menor consumo de energia — duas coisas que você deseja na CPU presente em seu laptop. De acordo com a AMD, a série Ryzen 4000 será, pelo menos, mais rápida. Sobre a segunda característica, só testando mesmo.

Em desempenho multithread, a AMD afirma que seu novo AMD Ryzen 7 4800U é 90% mais rápido que o Intel i7 1065G7 de 10 nm — a CPU Ice Lake mais rápida da Intel. Especificamente, ela deveria ser mais rápida no Cinebench r20, uma referência de benchmark sintético. No entanto, a AMD afirma que é 40% mais rápido ao transcodificar vídeos no Handbrake, 49% mais rápido ao editar vídeos no Adobe Premiere, 45% mais rápido no software de design de interiores Chief Architect e 27% no PC Mark 10.

Essas são algumas das grandes promessas, mas elas fazem sentido, dado que o Ryzen 7 4800U possui 8 núcleos e 16 threads, enquanto o i7 1065G7 possui apenas 4 núcleos e 8 threads.

Detalhes do chip AMD Ryzen 4000 U-Series

Embora a AMD tenha apenas o dobro de núcleos que o concorrente da Intel, a AMD também alega que melhorou os gráficos integrados em seu processador móvel. Sim, eles são executados com menos núcleos de computação na FPU, mas devem ser mais rápidos do que as GPUs encontradas na série Ryzen 3000.

De acordo com a AMD, isso significa que ele aguenta o tranco — e em alguns casos supera em muito — os excelentes gráficos encontrados no processador concorrente da Intel. No CS:G0, a AMD alega conseguir 130 fps (frames por segundo) em relação aos 102 fps da Intel; no Rocket League, são 110 frames por segundo contra 80 fps da Intel.

Comparativo Ryzen 4000 com processador Intel com jogos top tier

Sobre a duração de bateria, a AMD e seus parceiros não deram muitos detalhes. A empresa afirma ter o dobro de desempenho por watt da série Ryzen 3000, mas a última geração de processadores da AMD tinha desempenho mediano.

Então, parece um aspecto para prestar atenção; no entanto, uma série de novos laptops chamativos usando o hardware me oferece um pouco de confiança nas afirmações feitas pela empresa.

Tem o novo Lenovo Yoga Slim, que pode ser um bom sucessor na casa dos US$ 1.000 da série Lenovo Yoga Series 700, que nós adoramos. Há também o atraente Asus Zephyrus G14. Ele conta com uma CPU Ryzen série 4000, com uma GPU Nvidia e uma tampa enfeitada com centenas de LEDs brilhantes. Esse é o tipo de laptop divertido que geralmente viria com processador Intel.

Laptop gamer Asus Zephyrus G14O Asus Zephyrus G14 tem tantas luzinhas que se a bateria não for boa, a culpa não deve ser do laptop. Crédito: Sam Rutherford/Gizmodo

Como observamos antes, a Intel meio que detém o mercado de laptops legais e emblemáticos, então a AMD ter seu próprio carro-chefe é um grande negócio!

Ryzen 4000 série H

Mas é importante notar também que a série 4000 não faz parte da série de processadores U da AMD, que a companhia posicionou para competir com os produtos Ice Lake da Intel. Faz parte de uma nova linha de processadores da série H da AMD destinada a competir contra a série H da Intel.

Tenho certeza que, se perguntássemos à AMD ou à Intel o que o H significa, elas diriam “alto desempenho” (“high performance”), porque a série H conta com CPUs muito mais poderosas destinadas a estações de trabalho e laptops gamers. Enquanto a série U conta com peças de 15W destinadas a laptops finos e leves, a série H consiste em chips de 45W destinados a aparelhos muito mais espessos.

Características da série AMD Ryzen série H

Assim como na série U, a AMD naturalmente diz que a nova série H é muito mais rápida que seus concorrentes. De fato, durante a apresentação, o executivo da AMD Frank Azor testou o Intel i7-9750H encontrado em laptops e desktops, como o novo MacBook Pro de 16 polegadas, e o i7-9700K. Essa é uma CPU de desktop que você encontrará apenas nos laptops maiores e volumosos.

De acordo com Azor, a opção da AMD é 39% mais rápida que a CPU de laptop e 13% mais veloz que a versão para desktop ao jogar games. No 3DMark Fire Strike Physics, um benchmark sintético com o objetivo de replicar o processamento de tarefas de artistas digitais 3D, o executivo disse que o chip da sua empresa era 46% mais rápido que a CPU do laptop e 10% mais rápido que o desktop da Intel.

Notavelmente, a AMD não destacou o desempenho da GPU da série H. Isso ocorre porque o objetivo principal é aparecer em dispositivos com gráficos discretos. Presumivelmente, ele terá desempenho de GPU em pé de igualdade com a série U. O mesmo vale para a duração da bateria. Não espere 12 horas de bateria em um produto com a CPU da série H da AMD.

Mas eu posso estar errada. Não vimos muitos produtos da série H anunciados (além do laptop gamer da Asus), então não está claro quem o usará ou como.

O que está claro é que a AMD finalmente tem um conjunto de processadores que parecem competir com as ofertas móveis da Intel. Só sei que estamos empolgados em testar os laptops com esses processadores, que devem ser lançados nos próximos meses. Então, fique ligado.