A Apple cumpriu com sua palavra, e agora os desenvolvedores têm direito a um processo formal de apelação para recorrer caso os avaliadores da App Store considerem que um aplicativo viola as diretrizes da loja. A empresa anunciou que ofereceria aos desenvolvedores uma maneira de contestar suas decisões na WWDC em junho e, desde essa segunda (31), o processo está disponível.

“Para continuar a oferecer um lugar seguro para os usuários baixarem aplicativos e ajudá-lo a desenvolver com sucesso apps que sejam seguros, de alta qualidade, confiáveis ​​e que respeitem a privacidade do usuário, atualizamos o processo de análise de aplicativos conforme anunciado na WWDC20”, anunciou a Apple.

A empresa também disse que os desenvolvedores poderão sugerir mudanças nas diretrizes da App Store.

“Seu feedback é vital para tornar a plataforma de desenvolvimento da Apple e a App Store ainda melhores, então adoraríamos ouvir sua opinião”, diz a empresa em sua página de feedback.

A Apple disse que o feedback será anônimo, mas o formulário está aberto apenas para “Titulares de conta e administradores de uma associação no Apple Developer Program”. Portanto, se você não tiver uma conta de desenvolvedor na Apple, não poderá enviar comentários. Uma empresa como a Epic Games, que recentemente teve sua conta de desenvolvedor revogada por violar as diretrizes da App Store sobre pagamentos no aplicativo, não será capaz de enviar feedback — embora, a esta altura do campeonato, estejamos todos bem cientes do que a Epic pensa das diretrizes da companhia.

Conforme observado pelo The Verge, essas mudanças foram anunciadas pela primeira vez quando a Apple estava no meio de uma disputa pública com o Basecamp, criador do novo serviço de e-mail Hey, que custa US$ 100 por ano. Assim como a Epic, o Basecamp desafiou a comissão de 30% cobrada nas compras dentro do aplicativo e denunciou a Apple por impedir o lançamento de uma nova versão de seu aplicativo, exigindo que houvesse transações dentro do app para liberá-lo.

As duas empresas finalmente chegaram a um acordo: o Basecamp poderia permitir que os usuários se inscrevessem através do aplicativo iOS e, em seguida, fazer a transição desses usuários para uma conta paga em sua página na web.

Mesmo assim, de acordo com as diretrizes atuais da App Store, os aplicativos “não devem direcionar direta ou indiretamente os usuários iOS para um método de compra que não seja uma transação dentro do aplicativo” e “comunicações gerais sobre outros métodos de compra não devem desencorajar o uso de compras dentro do aplicativo”.

A Apple também tentou fazer com que o WordPress adicionasse compras no app, mas depois reverteu sua decisão.

O que colocou a Epic Games em maus lençóis com a Apple foi que ela deu aos jogadores do Fortnite uma maneira de pagar diretamente a Epic de dentro do próprio aplicativo inclusive com desconto. De fato, uma vez que a conta de um jogador pode ser vinculada a várias plataformas, não há nada que impeça alguém de comprar V-Bucks (a moeda do jogo) na web e, em seguida, gastá-los no jogo para iOS ou macOS.

A Apple também rejeitou recentemente a tentativa do Facebook de informar seus usuários sobre a comissão de 30% que seria paga à App Store no novo recurso de eventos pagos online do aplicativo de mídia social. De acordo com a Reuters, os desenvolvedores não têm permissão para incluir informações “irrelevantes” em seus aplicativos.

“Agora, mais do que nunca, devemos ter a opção de ajudar as pessoas a entender para onde vai o dinheiro destinado às pequenas empresas. Infelizmente, a Apple rejeitou nosso aviso de transparência em torno de seu imposto de 30%, mas ainda estamos trabalhando para disponibilizar essas informações dentro da experiência do aplicativo ”, disse o Facebook à Reuters em um comunicado.

O recurso de eventos online do Facebook tem como objetivo ajudar os proprietários de pequenas empresas cujos meios de subsistência foram afetados pela pandemia de COVID-19 a recuperar seu fluxo de receita.

De acordo com a Apple, alguns dos motivos mais comuns para rejeitar aplicativos incluem informações incompletas, capturas de tela imprecisas e bugs — mas talvez não ter transações no app e trazer informações sobre a comissão da empresa devam entrar nessa lista.