A Microsoft parou de medir as palavras. Um comunicado compartilhado com o Gizmodo, a empresa diz que a Apple é culpada por não permitir que seus apps de streaming de games e assinatura de jogos chegam ao iOS.

Como já falamos diversas vezes, o iOS não conta com as opções de streaming de games do Google (o Stadia), da Nvidia e o Project xCloud, da Microsoft. Até o Facebook começou a reclamar. O seu app, o Facebook Gaming, está disponível na App Store, mas sem a opção de distribuir jogos.

Anteriormente, Microsoft e Google não responderam quando questionados pelo Gizmodo, enquanto a Nvidia tinha dito para perguntar para a Apple quando perguntamos à empresa em janeiro.

Quando falei com a Microsoft em maio, a companhia apontou que havia uma versão beta do Project xCloud, seu serviço de streaming, disponível para usuários do iOS. Essa versão beta foi distribuída via TestFlight, um serviço da Apple para desenvolvedores liberarem softwares beta para usuários do iOS.

Os betas disponibilizados no TestFlight são geralmente temporários, e o período para o beta do Project xCloud terminou recentemente. Na época, a Microsoft expressou otimismo de que o seu serviço de jogos em nuvem e os de concorrentes acabariam chegando ao iOS.

Agora, um porta-voz da Microsoft enviou uma declaração colocando a culpa na Apple e dizendo que a empresa não vê caminho para os jogos em nuvem no iOS via App Store. Abaixo, a declaração deles (o que está em negrito é ênfase nossa):

“Nosso período de testes para o preview do Project xCloud para iOS expirou. Infelizmente, não vemos como levar nossa abordagem de jogos em nuvem com o Xbox Game Pass Ultimate aos jogadores no iOS via App Store. A Apple é a única plataforma de uso geral a negar aos consumidores serviços de games na nuvem e também de assinaturas de jogos, como o Xbox Game Pass. E trata consistentemente os apps de jogos de maneira diferente, aplicando regras mais brandas a aplicativos que não são jogos, mesmo quando eles incluem conteúdo interativo. Todos os jogos disponíveis no catálogo Xbox Game Pass são classificados por organismos independentes do setor, como o ESRB e equivalentes regionais. Estamos empenhados em encontrar um caminho para levar jogos em nuvem com o Xbox Game Pass Ultimate para a plataforma iOS. Acreditamos que o jogador deve estar no centro da experiência de jogo, e eles nos dizem que querem jogar, conectar e compartilhar em qualquer lugar, não importa onde estejam. Nós concordamos.”

Recentemente, Brad Smith, presidente da Microsoft, começou a chamar a atenção sobre as políticas restritivas da App Store e sobre o que muitos consideram dois pesos, duas medidas na aplicação dessas políticas.

Para não ser injusta, havia um serviço de streaming de games na App Store. A plataforma francesa de jogos em nuvem Shadow foi brevemente removida antes de ser liberada novamente após a remoção do recurso “Início rápido”, que permitia aos usuário iniciar jogos diretamente do app.

O Shadow, em sua forma atual, é notavelmente diferente de outros serviços de jogos em nuvem. Ele permite que os assinantes usem um PC virtual inteiro, e os usuários podem fazer streaming não só de jogos, mas também de programas da máquina virtual Windows criada pelo serviço.

O Project xCloud e outros serviços atualmente ausentes no iOS são muito diferentes. Você nunca vê um back-end de virtualização e, em vez disso, roda jogos diretamente na tela inicial, permitindo que o usuário jogue sem complicações.

Aparentemente, isso é contra a política da Apple e, por causa das políticas da empresa, os usuários do iOS são efetivamente excluídos dos jogos na nuvem. Em comunicado divulgado ao Business Insider, a Apple confirmou que o Project xCloud e outros serviços parecem violar suas políticas.

A App Store foi criada para ser um local seguro e confiável para os clientes descobrirem e baixarem apps e uma ótima oportunidade de negócios para todos os desenvolvedores. Antes de entrarem em nossa loja, todos os apps são revisados de acordo com o mesmo conjunto de diretrizes, que visa proteger os consumidores e fornecer condições justas e equitativas para os desenvolvedores.

Nossos consumidores desfrutam de ótimos apps e jogos de milhões de desenvolvedores, e os serviços de jogos podem ser lançados na App Store, desde que sigam o mesmo conjunto de diretrizes aplicáveis a todos os desenvolvedores, incluindo o envio de jogos individualmente para revisão e a exibição em listas e na busca. Além da App Store, os desenvolvedores podem optar por alcançar todos os usuários de iPhone e iPad pela web por meio do Safari e outros navegadores na App Store.

No entanto, o problema para a Apple é que a empresa está sob intenso escrutínio neste momento por suposto comportamento antitruste. O CEO Tim Cook foi questionado na semana passada pelo Congresso dos EUA sobre esse comportamento.

A empresa, como observamos muitas vezes, tem o hábito de remover da App Store os apps de seus concorrentes por vários motivos. Sua loja é efetivamente o único método de fazer com que apps rodem nativamente no iOS.

Embora a Apple não possua um serviço de jogos na nuvem, ela possui um serviço de assinatura de jogos que possivelmente seria afetado por ter rivais como o Project xCloud na mesma plataforma. Infelizmente para a Apple, tirar esses rivais da plataforma pode não dar certo.

A Microsoft não é um desenvolvedor solitário com uma ótima ideia e um projeto de sucesso neste ramo. É uma empresa enorme com seu próprio histórico antitruste e agora está, aparentemente, pronta para colar na Apple a acusação de ser uma gigante que impede a competição de outros players.

Entramos em contato com a Nvidia, Google e Apple para comentar. Google e Nvidia se recusaram a falar sobre o assunto.