A Apple deve lançar as novas versões de seus sistemas operacionais entre setembro e outubro. Contudo, quem quiser ter uma prévia de como eles estão, aí vai a novidade: nesta quarta-feira (30), a companhia liberou o primeiro beta público do iOS 15, iPadOS 15 e watchOS 8 para iPhones, iPads e Apple Watch, respectivamente. Até então, as plataformas estavam restritas a desenvolvedores.

Como todo sistema que não está totalmente acabado, instalar a versão beta de algum desses softwares é uma medida arriscada e feita por sua conta e risco. É provável que nada de ruim aconteça, mas você certamente vai se deparar com muitos bugs, aplicativos que param de funcionar repentinamente e, na pior das hipóteses, danificar seu dispositivo.

Portanto, se eu pudesse recomendar duas coisas, elas seriam: 1) faça o backup dos seus arquivos e, caso você tenha essa disponibilidade, 2) opte por instalar algum dos sistemas em um iPhone, iPad ou Apple Watch mais antigo que você não utilize mais.

Quais dispositivos são compatíveis?

Esta é a lista completa de aparelhos que podem baixar o beta público dos novos sistemas:

iOS 15

  • iPhone 6S, 6S Plus
  • iPhone SE (1ª e 2ª geração)
  • iPhone 7, 7 Plus
  • iPod Touch (7ª geração)
  • iPhone 8, 8 Plus
  • iPhone X, XS, XS Max, XR
  • iPhone 11, 11 Pro, 11 Pro Max
  • iPhone 12 mini, 12, 12 Pro, 12 Pro Max

iPadOS 15

  • iPad mini 4
  • iPad mini (5ª geração)
  • iPad Air 2
  • iPad Air (3ª e 4ª geração)
  • iPad (de 5ª até a 8ª geração)
  • iPad Pro 11 polegadas (de 1ª até a 3ª geração)
  • iPad Pro de 9,7 polegadas
  • iPad Pro 10,5 polegadas
  • iPad Pro de 12,9 polegadas (de 1ª até a 5ª geração)

watchOS 8

  • Apple Watch Série 3
  • Apple Watch Series 4
  • Apple Watch Série 5
  • Apple Watch SE
  • Apple Watch Série 6

Note que, para o watchOS 8, você também precisa instalar o iOS 15 no iPhone com o qual o relógio está pareado.

Faça um backup

Mesmo tendo citado da importância de realizar backup dos seus dados anteriormente, quero reforçar mais uma vez: salve os seus dados. Se não quiser ter tanto trabalho, pode fazer isso usando o armazenamento na nuvem do iCloud. Também é possível efetuar backup do seu iPhone ou iPad por meio de um Mac ou PC. Já o Apple Watch salva automaticamente os dados no iPhone emparelhado.

Para fazer backup do iPhone/iPad em um Mac rodando o sistema Big Sur, você pode conectar o dispositivo por um cabo USB, USB-C ou usando o Wi-Fi. Em seguida, abra uma janela no Finder, selecione o gadget na barra lateral e vá em Geral na barra de botões. A partir daqui, escolha aonde deseja armazenar o backup: no iCloud ou localmente no Mac. Você também pode selecionar “Criptografar backup local”, para criptografar seus dados e protegê-los com uma senha. Depois disso, clique em Fazer backup agora.

O processo é semelhante no PC, embora você tenha que usar o iTunes. Primeiro, conecte seu dispositivo ao computador ou habilite a sincronização via Wi-Fi. Em seguida, abra o iTunes e selecione o aparelho no canto superior esquerdo da janela. Clique em Resumo e em Fazer backup agora. Nesse momento, você também pode selecionar “Criptografar backup local”, inserir uma senha e clicar em Definir senha. Para visualizar seus backups, você pode escolher Editar > Preferências > Dispositivos.

Assine a newsletter do Gizmodo

Agora sim: instale os betas públicos

Completado o backup, acesse o site do Apple Beta Software Program no dispositivo de sua escolha. Você deve se inscrever no programa, caso ainda não o tenha feito. Depois, baixe um perfil de configuração e clique no botão Atualização de software na guia Geral do menu Configurações. Mais uma vez, um lembrete de que, se você for instalar o watchOS 8, primeiro baixe o iOS 15 no iPhone.

Você pode ter que repetir uma etapa aqui e ali se o download não for executado, mas não se preocupe. Isso é totalmente normal e não significa que alguma coisa esteja errada. Além disso, lembre-se de que você pode não ter acesso a todos os novos recursos dos sistemas apresentados no WWDC 2021, em junho. Às vezes, muito do que é exibido na conferência só acaba dando as caras meses depois.

E se você ainda não tem certeza se vale a pena se arriscar a instalar esses sistemas, sinta-se à vontade para ler nossas prévias do iOS 15 e do watchOS 8.