A Apple está correndo por fora na briga pelas primeiras posições nos carros autônomos. Google, Uber, Tesla e diversas montadoras já revelaram seus projetos abertamente e inclusive realizam testes nas ruas da Califórnia. Já o projeto da Apple é cercado de rumores desde 2014. Pela primeira vez, o CEO da companhia, Tim Cook, confirmou que estão trabalhando em um sistema para carros autônomos.

• Esta é a maior evidência que temos de que o projeto secreto de carro da Apple está vivo
• Na corrida dos veículos autônomos, Google processa Uber por roubo de patente e projetos
• Se um carro autônomo matar um pedestre, de quem é a culpa?

A afirmação, feita em uma entrevista à Bloomberg, confirma os indícios de que a Apple teria deixado de lado a fabricação do seu próprio carro e passado a focar no desenvolvimento de um sistema. “Nós meio que vemos isso como a mãe de todos os projetos de inteligência artificial. Autonomia é algo incrivelmente animador para nós, mas vamos ver aonde isso irá nos levar. Não estamos realmente falando do ponto de vista de um produto, mas somos diretos em afirmar que é um núcleo de tecnologia que enxergamos como muito importante”, disse Cook.

Se o projeto não tem muito a cara da Apple, que costuma desenvolver software e hardware combinados, pelo menos alguma parceria a empresa tem em vista. No ano passado, eles investiram US$ 1 bilhão na Didi Chuxing, a maior empresa de corridas compartilhadas da China – que comprou a operação do Uber no país. Ainda é cedo para apostar no objetivo final da Apple, afinal, é a primeira vez que as informações sobre o Project Titan são reveladas abertamente.

Segundo Tim Cook, a Apple vê a indústria automobilística como um mercado maduro para rupturas e aponta que a tecnologia de automação é um dos três “vetores de mudanças” viáveis nos próximos anos dentro da área, junto com compartilhamento de carros e eletrificação.

[Bloomberg]

Imagem do topo: Getty Images