O Apple Watch foi anunciado oficialmente há alguns meses, mas ainda há muitos detalhes que a Apple não revelou sobre ele. Graças a um vazamento do 9to5Mac, temos uma ideia melhor do que este relógio será capaz de fazer.

>>> Como funcionarão os apps e as notificações no Apple Watch

O app “Companion” para acompanhar o Apple Watch provavelmente fará parte do iOS 8.2, e ele está repleto de controles liga-desliga. Ele regula o acesso a funções como mensagens, mapas, acessibilidade, senhas e personalização.

Apple Watch - seguranca

Por exemplo, as capturas de tela mostram como o Apple Pay vai funcionar com o Watch. Toda vez que você tirar o relógio e colocar de novo no pulso, você terá que digitar uma senha para usar o Apple Pay com o relógio, por questões de segurança. Você pode desbloquear o relógio com o iPhone, mas ele precisar estar em seu pulso para isso funcionar.

O Companion permite ativar (ou desativar) um recurso bem bacana do Watch: ele tem um pequeno motor que, no app Mapas, vibra de forma diferente se você tiver que virar à direita ou esquerda – assim você não precisa olhar as direções no seu pulso.

Há recursos de acessibilidade para quem tem problemas de visão ou audição. Por exemplo, você pode ativar o VoiceOver, que faz o relógio pronunciar o texto exibido na tela. Também é possível dar zoom na interface, ativar texto em negrito, entre outros.

Apple Watch - personalizar interface

O app vazado permite que os usuários reorganizem a galáxia aparentemente caótica de apps na tela inicial do Apple Watch, mas em uma tela virtual (muito maior) no iPhone. Você também pode ativar um ponto vermelho acima do relógio, para ver se o iPhone tem alguma notificação pendente.

Você poderá ativar/desativar confirmações de leitura nas mensagens, e definir quantos alertas você recebe por mensagem. O Apple Watch não possui um teclado virtual, então fará como o Android Wear: você responde às mensagens usando sua voz ou selecionando respostas prontas – que você pode criar e ajustar no app do Watch para iPhone.

Ainda será possível adicionar contatos rápidos, que aparecem quando você pressiona o botão na lateral do Apple Watch. É possível então mandar mensagens para eles, desenhos ou até mesmo… seu batimento cardíaco. Estranho. Ah, sim: você pode desativar o monitoramento de sua frequência cardíaca se quiser.

O Apple Watch promete alguns recursos bacanas, mas em certos aspectos, ainda é uma incógnita. Dado que o relógio não faz parte do legado de Steve Jobs, este pode ser o primeiro grande triunfo independente de Tim Cook… ou seu maior constrangimento.

Rumores dizem que o Apple Watch será lançado até março; ele custará a partir de US$ 349, e só funcionará com iPhones. [9to5Mac]