Uma das maiores ausências no Apple Watch, o smartwatch da Apple, era o monitoramento de sono nativo: você precisava usar um app independente para que o relógio de pulso acompanhasse como você dorme. Isso vai mudar no watchOS 7, anunciado nesta segunda (22) pela empresa em sua conferência WWDC. Além disso, o relógio também vai ganhar novidades em mostradores, complicações, mapas e treinos e até ajuda para lavar as mãos.

Começando pela maior notícia: o monitoramento de sono como recurso nativo. Havia boatos de que ele chegaria ano passado junto com o Apple Watch Series 5, mas ficou mesmo para este ano, com o watchOS 7. Ele fica no app Saúde e acompanha o tempo e a qualidade do seu sono, baseando-se nos movimentos e na frequência cardíaca.

A Apple também adotou o que ela chama de uma “abordagem holística” para o sono. Por isso, ao definir um horário para acordar, o app também entende qual a hora que você deve ir para a cama e começa a bloquear distrações e escurecer a tela do iPhone. O recurso pode até mesmo sugerir apps de meditação e playlists de músicas calmas para ajudar a dormir.

O Apple Watch também vai escurecer a tela e passar a exibir um mostrador bastante simples. Ao acordar, o relógio mostra um resumo do dia, com agenda, previsão do tempo e situação da bateria para você saber se precisa carregá-lo antes de sair.

Outra novidade de saúde do watchOS tem tudo a ver com os tempos de pandemia: ajuda para lavar as mãos. O Apple Watch vai detectar automaticamente quando o usuário está lavando as mãos e iniciar um contador regressivo com som para que o processo dure o tempo recomendado pelos especialistas em saúde.

Ainda falando de saúde, o Workout (ou Exercício), app para fazer atividades físicas, agora também detecta dança e traz novos programas de treinos, como abdômen, funcional de força e descanso na hora de trocar de programa.

Outras grandes novidades têm a ver com os mostradores. Há um novo mostrador com taquímetro (que mostra a velocidade) e outro extra-grande, com visual bem simples e recursos aumentados. Os desenvolvedores também poderão colocar mais de uma complicação (como são chamados os recursos para exibir informações) em cada um dos apps. E também será possível usar o Face Sharing para compartilhar mostradores com contatos ou nas redes sociais.

Por fim, os mapas também ganharam novidades no watchOS 7: agora eles mostram caminhos para quem anda de bicicleta. As instruções incluem informações sobre ciclovias e ciclofaixas, recomendações para descer e empurrar a bike e também sugestões de escadas para ganhar tempo.