A melhor parte do Worldwide Developers Conference (WWDC) é dar uma espiada em todos os novos recursos que a Apple planejou para sua linha de produtos. No caso do Apple Watch, a abertura do evento nesta segunda-feira (7) nos trouxe um olhar em todas as atualizações que virão no segundo semestre — e talvez algumas dicas sobre o que esperar do futuro Apple Watch Series 7.

Enquanto o dispositivo ainda não dá as caras, já temos uma ideia do que ele terá como sistema operacional, o watchOS 8. Por isso, aqui vai um resumo sobre as principais funções da nova plataforma.

Quais dispositivos serão compatíveis com o watchOS 8?

A Apple confirmou que todos os Apple Watch a partir do Series 3 poderão baixar o watchOS 8. Como o relógio ainda depende de um iPhone para funcionar, ele precisará ser pareado com um iPhone 6s ou superior, rodando pelo menos o recém-anunciado iOS 15.

Novos mostradores

Este não seria um WWDC tradicional se não houvesse novos mostradores para o Apple Watch. Para este ano, o relógio poderá fazer novas “faces” a partir de retratos com fundo desfocado, com direito a um efeito bem legal que coloca as horas estilizadas atrás da pessoa central da imagem. Sabe aquelas capas de revista que mesclam o nome da publicação na frente e atrás do modelo? É mais ou menos assim que vai funcionar.

Infelizmente, seguimos mais um ano sem suporte a mostradores de terceiros. Quem sabe no ano que vem?

Maior integração com os serviços Apple

Diga o que quiser sobre a Apple, mas é fato que a companhia se esforça ao máximo para construir um ecossistema perfeito de gadgets e serviços. No ano passado, foi revelado o Fitness+, primeiro serviço da Apple com foco específico no Apple Watch. Logo, não é nenhuma surpresa ver algumas atualizações.

O Fitness+ ganhou um novo conjunto de exercícios com a popular instrutora Jeanette Jenkins, que ensina treinos de força e HIIT. Ela é a segunda instrutora a ser adicionada ao serviço desde sua estreia em 2020. Também estão chegando ao Fitness+ listas de reprodução baseadas em músicos específicos via Apple Music. Entre as playlists confirmadas estão aquelas com músicas de Alicia Keys (meditação), Keith Urban (treino de força), Jennifer Lopez (HITT) e Lady Gaga (corrida em bicicleta).

O aplicativo Fotos também está sendo redesenhado para incluir memórias passadas, fotografias em destaque e favoritos. Também há um novo layout de mosaico para facilitar o compartilhamento pelo app Mensagens usando apenas o relógio de pulso. Dá até para adicionar Memojis, enviar GIFs e rabiscar diretamente pela tela do smartwatch.

O Apple Watch funcionará melhor com o HomeKit para que você possa ver pelo seu pulso quem está em casa. Você também pode falar no aparelho para transformar o HomePod, o HomePod mini ou outros dispositivos compatíveis em um intercomunicador. O aplicativo Apple Watch Home também passará por uma reformulação.

Assine a newsletter do Gizmodo

Durante a apresentação, a Apple não abordou alguns outros recursos que se relacionam diretamente com algumas das atualizações que vimos para o iOS 15. Por exemplo, a nova função de Foco pode ser iniciada diretamente do pulso ou espelhar a escolha feita no iPhone. Se você iniciar um treino, por exemplo, ele recomendará a configuração “Foco para condicionamento físico”.

O watchOS 8 também trará as mesmas atualizações para o app Wallet, permitindo que você exiba sua identidade no relógio em casos que possam exigir um documento. Você também pode usar o smartwatch para funcionar como as chaves do carro, casa, escritório e hotel, mas isso só funciona com modelos compatíveis com UltraWideband — ou seja, a partir do Apple Watch Series 6.

Mais aplicativos terão suporte para a opção Always-On (da tela sempre ligada) nos Series 5 e 6, incluindo Mapas, Respirar, Reproduzindo Agora, Telefone, Podcasts, Cronômetro, Temporizadores e Memorandos de Voz. Por último, mas não menos importante, o app Clima receberá alertas de clima severo e precipitação na próxima hora, bem como complicações atualizadas.

Melhor rastreamento do sono

Quando a Apple finalmente trouxe o monitoramento nativo de sono para o watchOS 7 no ano passado, ficamos desapontados porque não era algo muito refinado, nem tão preciso quanto em outros relógios inteligentes. Mas parece que a Apple recebeu o feedback dos consumidores e agora no watchOS 8 incluiu algumas novidades. Uma delas é a possibilidade de monitorar sua frequência respiratória ou quantas respirações você faz por minuto. Você também será notificado se uma tendência fora do padrão de respiração for detectada.

Cada iteração do watchOS também traz algumas melhorias ao aplicativo Saúde e aos tipos de exercícios. Em 2020, vimos um novo treino de dança. Este ano, a Apple está adicionando Tai Chi e um treino inédito de Pilates, o que deve tornar seus resultados mais precisos.

Outra atualização de saúde é uma nova ferramenta chamada Mindfulness, fornecendo insights sobre como ser mais reflexivo durante o dia por meio de sessões que visam diminuir o estresse. Mas calma, pois o app Respirar continuará firme e forte.

A Apple não mencionou isso na apresentação, mas também será lançado no watchOS 8 o Assistive Touch. Isso foi anunciado no mês passado como parte de uma série de novos recursos de acessibilidade, e permitirá que você use gestos para controlar o relógio com apenas uma mão.

Saúde

A Apple vai adicionar três novos recursos ao aplicativo Saúde. O primeiro é caminhar com firmeza. Os iPhones já registram dados de mobilidade, mas agora você verá se corre o risco de cair. Também vai exibir recomendações para exercícios de movimento para aumentar sua força e equilíbrio. Entre as recomendações estarão sugestões de pausas durante um dia de trabalho, evitando que você fique por várias horas sentado, sem se movimentar.

Outro recurso que a Apple está expandindo são os resultados de laboratório. Eles já podiam ser habilitados manualmente no app Saúde, mas agora você pode ver esses resultados ao longo do tempo, bem como obter contexto extra. Por exemplo, você poderá ver se o seu LDL (o tipo “ruim” de colesterol) está dentro de um intervalo aceitável. Nesse sentido, o Apple Watch vai concentrar essas informações em uma nova seção chamada Tendências.

A Apple também está desenvolvendo uma maneira de facilitar o compartilhamento dos seus dados diretamente com os médicos. Você também pode configurar essas opções para enviar esses dados a membros da sua família, para que eles possam ser notificados sobre mudanças em sua saúde.