Um cidadezinha no sul do estado de Indiana, nos Estados Unidos, montou um programa  atrativo para receber novos habitantes. Além de incentivos financeiros, moradores recém-chegados poderão contar com vovós voluntárias para cuidar de seus filhos.

Greensburg, onde está localizada a rua que você pode ver na foto acima, tem pouco mais de 13 mil habitantes, e fica a cerca de 80 quilômetros de distância de Indianápolis, capital do estado.

A ideia é aproveitar a onda crescente de trabalho remoto, acelerada pela pandemia de Covid-19, para atrair pessoas interessadas num estilo de vida mais pacato, que só o interior pode oferecer. É uma tendência nos EUA que trabalhadores aproveitem a extinção das jornadas presenciais para se mudar para comunidades menores, com custo de vida mais acessível.

O tal programa, batizado acertadamente de “avós sob-demanda” vai oferecer serviço de babá gratuito para quem se mudar para Greensburg entre os próximos 6 a 12 meses.

O pacote de incentivo também inclui um voucher US$ 5.000 em dinheiro, passe-livre de um ano para o co-working local, vales-presente em mercados e ingressos para assistir a peças no teatro da cidade. Além, claro, de convites para refeições caseiras nas casas dos vizinhos — e avós postiços disponíveis para acompanhar as crianças se a escola delas resolver fazer um “dia do avô”.

De acordo com os organizadores, a procura tem sido alta: apenas duas semanas após do anúncio das vovós postiças, surgiram mais de 1.000 novos interessados na mudança. Como destaca um organizador nesta reportagem da ABC News, 70% dos candidatos ao programa de Greensburg são trabalhadores remotos. Há interessados de todo o país, incluindo Texas, Califórnia e Nova York.

O fato é que vovós e vovôs de Greensburg já parecem preparados para receber os novos estrangeiros — e mimar bastante seus novos netos postiços.

“Vivi toda a minha vida aqui e estou animada para compartilhar com as pessoas que desejam sentir o que temos [em Greensburg], porque o que temos aqui é especial”, disse Tami Wenning, 57, à ABC News. “Somos o lugar perfeito para alguém criar uma família. E não consigo nem imaginar como deve ser ruim se mudar para um lugar onde você não tem uma rede de pessoas a quem você possa recorrer.”