Nesta quinta-feira (9), o cofundador da Microsoft, Bill Gates, publicou um artigo em um blog pessoal com algumas reflexões sobre a pandemia e o ano de 2021.

Também aproveitou o texto para tecer algumas previsões para o futuro, indicando o que as empresas de tecnologia deverão estar procurando nos próximos dois a cinco anos.

Acertos e erros

Vale relembrar que Gates é conhecido por fazer previsões futuristas, algumas delas assertivas. Em 1987, por exemplo, previu que o mundo do século 21 seria preenchido com monitores de tela plana.

Entretanto, nem todos os chutes foram certeiros. Ele chegou a dizer uma vez que ninguém mais utilizaria cartões de crédito em 2007.

Reproduzimos aqui alguns trechos do artigo de Gates com cinco de suas previsões para o futuro:

1. A fase aguda da pandemia chegará ao fim em 2022

Começando pelas boas notícias, Bill Gates acredita que o pior da pandemia chegará ao fim no próximo ano.

Entretanto, ele ressalta que isso não significa que tudo voltará ao normal de 2019, mas que será muito melhor.

Por causa da variante Delta e dos desafios com a absorção da vacina, não estamos tão perto do fim da pandemia como eu esperava. Não previ que tal variante altamente transmissível viria e subestimei o quão difícil seria convencer as pessoas a tomar a vacina e continuar a usar máscaras.

Eu estou esperançoso, porém, que o fim está finalmente à vista. Pode ser tolice fazer outra previsão, mas acho que a fase aguda da pandemia chegará ao fim em 2022 .

Entretanto, Gates não fez uma previsão sobre a situação dos não vacinados pelo mundo e em seu próprio país. Nesta quinta-feira, por exemplo, os Estados Unidos registraram 123.484 novos casos de Covid-19 e outras 1.294 mortes. Os que não tomaram a vacina estão entre os doentes mais graves.

2. Reuniões no Metaverso serão comuns em até 3 anos

Assim como Mark Zuckerberg, da Meta, o cofundador da Microsoft também investe na ideia de que o Metaverso está próximo.

Nos próximos dois ou três anos, prevejo que a maioria das reuniões virtuais se moverá das grades de imagens de câmeras 2D – que chamo de modelo “Hollywood Squares”, embora saiba que isso provavelmente me data – para o metaverso, um espaço 3D com avatares digitais. O Facebook e a Microsoft recentemente revelaram suas visões para isso, o que deu à maioria das pessoas a primeira visão de como será.

A ideia é que você acabe usando seu avatar para se encontrar com pessoas em um espaço virtual que replique a sensação de estar em uma sala real com elas. Para fazer isso, você precisará de algo, como óculos de realidade virtual e luvas de captura de movimento, para captar com precisão suas expressões, linguagem corporal e a qualidade de sua voz. A maioria das pessoas ainda não possui essas ferramentas, o que retardará um pouco a adoção. (Uma das coisas que possibilitaram a rápida mudança para videoconferências foi o fato de que muitas pessoas já tinham PCs ou telefones com câmeras). A Microsoft planeja lançar uma versão provisória no próximo ano, que usa sua webcam para animar um avatar a partir da configuração 2D atual.

Assim como a apresentação de Zuckerberg, a visão de Gates sobre o futuro do Metaverso permanece nebuloso, levantando mais dúvidas do que certezas.

3. Pessoas fazendo diagnósticos de saúde em casa

Durante a década de 1960, as pessoas previam que todo mundo teria computadores com capacidade para realizar diagnósticos médicos em casa. Esse futuro ainda não chegou, mas Gates ainda não desistiu desse sonho.

Agora, quando chega a hora do seu exame físico anual, você provavelmente precisa ir ao consultório do seu médico para tirar os sinais vitais e o sangue. Mas e se você tivesse um dispositivo em casa que seu médico pudesse controlar remotamente para testar sua pressão arterial? E se ele ou ela pudesse olhar os dados coletados de seu relógio inteligente para ver como você está dormindo e qual é sua frequência cardíaca atual? E se você pudesse fazer o exame de sangue em um local conveniente na sua vizinhança – talvez na farmácia local – que envia os resultados diretamente para o seu médico? E se você pudesse continuar a consultar um médico de cuidados básicos de que gosta, mesmo que se mude para outro estado?

Todas essas são possibilidades reais no futuro, e estou curioso para ver como elas transformarão os cuidados de saúde. Além dos limites de tecnologia e privacidade, também há obstáculos regulatórios que precisamos identificar antes que o sistema de saúde digital se torne realmente popular. Alguns estados [dos EUA] ainda tornam difícil ver os pacientes virtualmente em um estado diferente por causa da forma como o licenciamento funciona atualmente.

Por mais que os smartwatches atuais possam se tornar futuros monitores de saúde pessoal, ainda é necessário o desenvolvimento de muitos aplicativos e sensores para que essa visão se torne realidade.

4. Exames de sangue para diagnosticar Alzheimer

Assim como a Covid, Gates também está extremamente otimista de que teremos muitos avanços médicos nos próximos anos, incluindo um exame de sangue para a doença de Alzheimer.

Outra área a ser observada em 2022 é o diagnóstico de Alzheimer . Um enorme progresso foi feito nessa frente recentemente, e há uma chance razoável de que o primeiro exame de sangue acessível para o Alzheimer seja aprovado no próximo ano. Embora ainda não seja uma boa notícia para pessoas que têm a doença – que atualmente não tem cura ou mesmo uma maneira de desacelerar-lá – este teste irá acelerar o progresso na busca por um avanço no tratamento.

5. 2022 será o ano do “novo normal”

Por mais que Bill Gates acredite que o pior da pandemia terminará em 2022, ele explica que todos nós criaremos uma nova versão do normal, mesmo que muitos resquícios da crise sanitária continuem em nossas vidas.

Acho que 2022 será um ano em que muitos de nós finalmente entraremos em um novo normal pós-pandemia. Para mim, isso significará ir ao escritório um pouco mais, pois espero que os casos de Covid diminuam. Quero encontrar um novo ritmo em casa, agora que meus três filhos se mudaram e meu dia não é tão estruturado para encontrar tempo para ficar com eles. Estou ansioso para passar mais tempo interagindo com as pessoas por meio do meu blog e de outros canais. Eu gostaria de manter meu hábito da era Covid de assistir muitos vídeos educacionais no YouTube e serviços de assinatura como o Wondrium, porque eles são uma ótima maneira de aprender sobre tópicos obscuros. (Agora sei mais sobre fabricação de vidro, observação de pássaros e a história da Samoa Americana do que jamais esperava.

Por mais que pareça um histórico irregular de previsões, Gates mantém a esperança de que dias melhores virão. Um futuro em que todo mundo estará um pouco mais saudável e, quem sabe, um pouco mais normal.