A temporada de retrospectivas de 2019 já começou. Uma das primeiras a aparecer são as buscas mais populares no Google durante o ano – além, é claro, dos vídeos mais populares do YouTube e as músicas mais ouvidas do Spotify.

Os termos que aparecem nessa lista do Google levam em consideração as buscas que tiveram o maior aumento neste ano em comparação com o anterior. Levando isso em conta, o destaque de 2019 foi “Copa América”. O Brasil sediou a 46ª edição do campeonato e se sagrou campeão contra o Peru, por 3 a 1.

O futebol ainda marca presença em outras três das dez buscas do ano, com os termos “Tabela do Brasileirão”, “Flamengo x Vasco da Gama” e “Copa do Mundo de Futebol Feminino”.

A morte do apresentador Gugu Liberato também fez com que muitas pessoas fossem ao Google. Ele aparece na 3ª posição nas “Buscas do ano”, e na 1ª posição na categoria “Mortes”.

Na seção de buscas “Por quê?”, destaque para a tecnologia: “Por que o WhatsApp parou de funcionar hoje?” foi a principal busca. O aplicativo de mensagens teve algumas instabilidades durante o ano, mas foi em julho uma das quedas que afetou mais gente. Na ocasião, Facebook, WhatsApp e Instagram apresentam problemas. Os usuários também pesquisaram “Por que o Instagram vai tirar as curtidas?“, que aparece na 9ª posição.

Deu para perceber que algumas pessoas estão tentando entender o que é sentir tesão, com a busca “O que é libido?”, enquanto outras estão meio carentes se perguntando “Como fazer que as pessoas gostem de mim”.

As pessoas também perguntaram “Como fazer figurinhas do WhatsApp”, “Como fazer meu quiz no Instagram” e “Como fazer geladinho gourmet” (pesquisas provavelmente não relacionadas).

Em tecnologia, o top 5 fica com os termos “iPhone 11”, “Moto G7”, “Amazon Prime”, “FaceApp” e “Dollify”.

Você pode ver a retrospectiva completa do Google neste link e entender mais sobre os interesses dos brasileiros e de outras regiões do mundo. E como já é de costume, a empresa fez um vídeo de retrospectiva de 2019 (com foco no mercado americano, mas com legendas em português).