No ano passado, a Sony melhorou basicamente toda a sua linha de câmeras, desde as mais simples até os modelos top. Surpreendentemente, a novidade mais emocionante não estava entre as mirrorless ou DSLRs, e sim em duas câmeras Cyber-shot com lente fixa: a RX100, uma point-and-shoot superior a todas; e a RX1, uma câmera full-frame compacta e voltada para profissionais.

Agora, a Sony atualiza ambos os modelos: a RX100 II (ou M2) e a RX1R. As câmeras anteriores continuam à venda, no entanto.

À primeira vista, as modificações de uma geração para a outra talvez pareçam pequenas. Muitas das especificações-chave que estamos acostumados a listar não costumam mudar. Mas aqui, os pequenos ajustes são as grandes mudanças. As especificações mais detalhadas seguem abaixo.

Sony Cyber-shot RX100 II

sony rx100 ii (2)

As principais diferenças entre RX100 e RX100 II são: um sensor de imagem Exmor R completamente novo; conectividade Wi-Fi e NFC; bem como uma nova LCD basculante de 3″ e uma nova sapata (encaixe para flash).

Estas duas últimas novidades resultam em diferenças estéticas visíveis na câmera. A LCD basculante deixa a RX100 II levemente mais grossa, mas facilita ver a tela em certas situações. Não se preocupe, ela continua a ser a mesma câmera de bolso incrível de antes, com a mesma lente f/1.8 super-rápida.

A Sony também acrescentou uma “sapata multi-interface” na parte superior, para prender flashes externos e outros acessórios na câmera.

sony rx100 ii (3)

O novo sensor Exmor R é um belo exemplo de tecnologia “trickle-up”, que vem de aparelhos inferiores – porém melhor. Os sensores Exmor R são retroiluminados: basicamente, a arquitetura tradicional de sensor foi reformulada para que os componentes eletrônicos fiquem atrás dos diodos fotossensíveis, criando uma área maior para capturar a luz.

Até agora, o Exmor R era utilizado apenas em smartphones e point-and-shoots baratas, porque a Sony simplesmente não conseguia fabricar esses sensores em tamanho maior. Até agora. Este sensor de 1 polegada é o primeiro da Sony, e a empresa afirma que ele trará 40% de aumento de sensibilidade à luz em relação ao sensor da RX100. Impressionante.

Não há surpresas no recurso de compartilhamento Wi-Fi da câmera, mas é um bom acréscimo para uma câmera já cheia de funções. O chip NFC, por sua vez, permite compartilhamento fácil entre dispositivos compatíveis – basta tocar um no outro – o que parece uma ideia brilhante.

A principal questão nesta câmera é o preço. O modelo anterior custava US$ 650, o que já era muito dinheiro para uma point-and-shoot direcionada ao público em geral. Mas a RX100 II custa 750 dólares! Vixe. A maioria das câmeras concorrentes, como a Canon S110, custa menos de US$ 500.

Sony Cyber-shot RX100 II

Sensor: 20.2 MP, CMOS, Exmor R de 1 polegada
Processador: Sony BIONZ
ISO: 100 – 25.600
Lente: Carl Zeiss 28-100 mm (equivalente a 35 mm) F/1.8
Tela: LCD basculante com 1,2 milhões de pontos
Vídeo: 1920 x 1080 (60, 24 fps), 1440 x 1080 (30 fps), 1280 x 720 (30 fps), 640 x 480 (30 fps)
Preço: US$ 750

Sony Cyber-shot RX1R

sony rx1r

A RX1 era uma câmera impressionante que uma pessoa normal não poderia pagar. A qualidade de imagem é incomparável para uma câmera do seu tamanho; mas, ao mesmo tempo, a lente fixa f/2 faz com que o tamanho compacto também seja uma limitação.

A nova RX1R procura aumentar ainda mais a qualidade de imagem: ela é uma versão sem filtro óptico passa-baixa.

Basicamente, câmeras utilizam filtros passa-baixa (low-pass) para evitar certas distorções de imagem (como padrões moiré) que possam ocorrer devido a limitações do sensor. Mas, hoje em dia, muitas fabricantes estão confiantes o bastante em seus designs de câmera para remover o filtro passa-baixa.

Qual é a diferença? Bem, quando você usa um sensor de imagem full-frame profissional – como na RX1 – um filtro passa-baixa impede que o sensor realize seu verdadeiro potencial de resolução. A Sony nos mostrou amostras feitas tanto com a RX1 e RX1R, e o novo modelo tinha mais detalhes em algumas situações intensas.

A única mudança cosmética que você notará é a adição de um “R” no nome estampado em seu corpo glorioso. Seu preço é o mesmo da geração anterior: caros US$2.800, algo que só profissionais (ou pessoas bem ricas) se disporiam a pagar.

Sony Cyber-shot Rx1R

Sensor: 24 MP, CMOS, Exmor full-frame
Processador: Sony BIONZ
ISO: 100 – 25.600
Lente: Carl Zeiss 35mm f/2
Tela: LCD fixa com 1,2 milhões de pontos
Vídeo: 1920 x 1080 (60, 50, 25, 24 fps), 1440 x 1080 (30, 25 fps), 1280 x 720 (30 fps), 640 x 480 (30, 25 fps)
Preço: US$ 2.800