Com a evolução da inteligência artificial e a chegada do 5G, em pouco tempo será comum ver veículos e robôs autônomos andando pelas ruas e fazendo entregas de encomendas.

Recentemente, a startup americana Udelv apresentou um conceito de veículo elétrico e autônomo (vídeo abaixo) que poderá ser utilizado para entregas no estado da Califórnia já no próximo ano, segundo o site Motor1. O veículo pode transportar até 907 kg de cargas e fazer até 80 entregas por corrida.

Para rodar pelas ruas, o Udelv Transporter usará radares e câmeras especiais. A autonomia é de até 482 km, podendo viajar a cerca de 110 km/hora, e ainda conta com um sistema de descarga inteligente, que permite um cliente devolver um item.

Entretanto, a startup não é a única a investir nesse tipo de tecnologia. A empresa de entregas FedEx, por exemplo, tem expandido os testes com o Roxo, um robô autônomo com quase 1,7 metro de altura e que está circulando pelas ruas do Texas.

Segundo o site Logistics Viewpoints, o robô elétrico da FedEx pode transportar até 45 kg, subir e descer de calçadas, e conta com sensores 360º que podem detectar objetos até 45 metros de distância. A ideia é que ele seja utilizado por varejistas para realizar entregas na casa de clientes em um raio de cinco a oito quilômetros.

Delivery sem motorista muito além das encomendas

Os robôs autônomos também deverão ser usados na entrega de comida. A pizzaria Domino’s, por exemplo, começou os testes com o robô Nuro R2. Os moradores de um bairro em Houston já podem entrar no site do restaurante e escolher o robô para fazer a entrega.

Na forma de um mini-carro, o robô vai até a casa do cliente e entrega a pizza mediante a digitação de um PIN enviado previamente pela empresa. O sistema também permite acompanhar a localização do veículo em tempo real.

“Ainda há muito para nossa marca aprender sobre o espaço de entrega autônoma. Este programa nos permitirá entender melhor como os clientes respondem às entregas, como eles interagem com o robô e como isso afeta as operações da loja”, disse Dennis Maloney, vice-presidente sênior e diretor de inovação da pizzaria ao Motor1.