Lançada há mais de 40 anos, a linha Gol deixará de ser fabricada pela Volkswagen a partir deste ano. O modelo é o mais produzido, mais vendido e mais exportado da história do mercado automotivo brasileiro.

O motivo para a saída de linha envolve problemas para se adequar às novas legislações sobre desempenho de motor, ergonomia e equipamentos de segurança. Além disso, o hatch – que já foi visto como o carro mais popular do Brasil – acabou ficando muito caro nos últimos anos, quando comparado com outros modelos mais equipados e confortáveis.

É possível que um Gol repaginado ainda seja produzido no futuro. Porém, esta será a primeira vez nas últimas quatro décadas que a linha sofre um hiato em sua produção.

Edição de despedida do Gol

Para marcar o fim da produção, a revista Quatro Rodas afirma que a Volkswagen pretende produzir uma edição comemorativa do Gol, trazendo vários equipamentos de série, incluindo vidros elétricos nas quatro portas, sensores de estacionamento traseiros, rodas de liga leve de 15 polegadas, ar-condicionado, entre outros.

A edição manterá o motor 1.0 MPI com 75 cv de potência a 6.250 rpm, sendo ligado a um câmbio manual de cinco marchas. Ele também terá adesivos que fazem menção à série de encerramento.

A produção deve ocorrer entre os meses de agosto e novembro, mas sendo montadas apenas 1.000 unidades do Gol de despedida. Quanto ao preço, ele não deve sair por menos de R$ 100 mil.

Acredita-se que o novo Polo Track deverá ocupar a vaga deixada pelo Gol de o carro mais barato da montadora. Segundo o Uol Carros, o novo veículo será lançado em 2023 e será basicamente o Polo atual, mas com um para-choque redesenhado e acabamento mais simplificado.