Sumir de vez do mundo online é bem mais complexo do que simplesmente apertar uma sequência de botões. Informações pessoais estão cada vez mais expostas na internet — muitas vezes, disponibilizadas pelos próprios usuários.

Mas também há grandes chances de que centenas de páginas que você jurava que foram esquecidas para sempre — blogs antigos, contas no Tumblr, perfis de redes sociais que ninguém mais usa — ainda sirvam de caminho para encontrá-lo.

Mas como desaparecer totalmente da internet? Ou, pelo menos, sumir com coisas que você não faz nenhuma questão que os outros tenham acesso? Listamos abaixo 4 dicas sobre o que fazer para “desaparecer” da internet.

Pratique a lei do desapego

Encerrar contas antigas, que você já não usa mais, é um bom começo. Entre em redes sociais, serviços e apps que você lembra ter criado um perfil em algum momento. Ao encontrar algo que você não deseja, exclua a conta manualmente — não apenas saia ou desative.

Essa limpeza pode ser feita também usando sua conta de e-mail. Utilize a função de busca em sua caixa de entrada para procurar em e-mails antigos usando palavras-chave como “login” ou “senha”. Os resultados deverão entregar contas em sites que você nem se lembrava de ter feito um dia. Daí, basta entrar e desativar a conta.

Para usuários do Gmail, uma forma de fazer um “pente fino” e encontrar contas esquecidas é recorrer à seção de privacidade e uso de dados. Você pode acessá-la clicando aqui. Basta rolar a página para encontrar um campo onde ficam listados os apps que têm acesso à sua conta Google. Sabendo ao certo onde seu e-mail está sendo usado, fica mais fácil elencar os próximos da fila de exclusão.

Cheque seus cadastros on-line

É tanta coisa online pedindo seu e-mail para cadastro que fica fácil esquecer onde ele está sendo usado. Uma dica para encontrar esses sites e apps é recorrer a uma ferramenta on-line que lista para você onde seu e-mail está sendo usado. Uma sugestão é o deseat.me. Aí, é só escolher as que você não usa mais e partir para o abraço.

Limpe seu histórico digital

Pode não parecer, mas seu histórico digital e de buscas no Google também trabalham com algoritmos que podem ser usados para “rastrear” você. Então, uma boa dica é excluir seu histórico de pesquisas. Faça login na sua conta e procure pela opção “Minhas atividades”. Com a ferramenta, você poderá ver exatamente o que e quando buscou, além de poder deletar tudo de uma vez.

Use uma VPN

Aderir a uma Virtual Private Network, mais conhecida como VPN, ajuda a garantir segurança e um maior anonimato online. A ferramenta ajuda usuários a proteger sua identidade (como seu número de IP e o local onde está conectado) durante seu tempo na internet.

Assine a newsletter do Gizmodo

Uma outra maneira de não ser rastreado é usar e-mails diferentes para contas diferentes. A opção permite desassociar todos os seus dados de uma única conta de e-mail — dificultando que suas preferências e hábitos online fiquem disponíveis num só lugar, e acessáveis por vários apps ao mesmo tempo.