Quer você tenha ou não o costume de passar horas rolando a timeline, uma coisa é certa: redes sociais se tornaram ambientes mais tóxicos. Além dos riscos à privacidade, há trolls, cyberbullying e anúncios invasivos pipocando pelas redes. Isso sem falar nos algoritmos, que aprisionam as pessoas em bolhas de conteúdos cuidadosamente selecionados, priorizando, claros, usuários que ostentam uma falsa “vida perfeita”.

O resultado disso tudo são pessoas desenvolvendo sérias condições de saúde mental, incluindo vícios em internet e celular, ataques de ansiedade, problemas de autoestima, dificuldades de concentração e, até mesmo, depressão.

Por isso, se você se cansou das redes sociais tradicionais e está procurando plataformas alternativas — que são mais sadias e transparentes — aqui estão algumas sugestões:

MeWe

Nela, usuários têm total controle sobre o feed de notícias, sem que seja feito qualquer tipo de filtragem de conteúdo.

Além disso, não há anúncios ou qualquer conteúdo patrocinado. O usuário também tem total controle sobre os dados que são compartilhados com a plataforma.

Com um visual que lembra o Facebook, o MeWe possui aplicativos para Android e iOS, e também conta com um mensageiro instantâneo parecido com o Messenger.

Mastodon

Para quem excluiu o Twitter após a compra por Elon Musk e busca uma alternativa, esta também é uma rede social do tipo microblog, que permite compartilhar links, textos, fotos e vídeos. Ao se inscrever na plataforma, o usuário precisa responder a uma série de perguntas, o que garantirá que ele passe a usar a plataforma com uma política mais adaptada às suas preferências de conteúdo.

Além disso, a rede social é organizada em diferentes servidores, contendo seus próprios moderadores e regras. O usuário também tem acesso a configurações de visibilidade, oferecendo mais controle sobre quem pode ver suas postagens.

Pixelfed

Visualmente, o Pixelfed é parecido com o Instagram. Com ele, também é possível compartilhar fotos e vídeos, além de contar com algumas ferramentas de edição. Porém, o seu grande diferencial é que ele não tem anúncios e nem algoritmos de priorização de conteúdo — como acontece no rival controlado pela Meta.

A rede social é gratuita, mas, por enquanto, ainda não existe um aplicativo para Android ou iOS. Por outro lado, ele funciona muito bem em navegadores de internet, tanto no PC quanto no celular.

BeReal

Outra alternativa ao Instagram é o aplicativo BeReal. Já falamos dele aqui no Gizmodo.

Com ele, os usuários podem publicar apenas uma única foto por dia e sem o uso de ferramentas de edição ou filtros. Além disso, a foto só pode ser feita em um período máximo de dois minutos, em um determinado horário aleatório, com o objetivo de tornar a plataforma mais espontânea e realista.