Os conservacionistas na Austrália estão celebrando o nascimento de sete filhotes de diabos-da-tasmânia — os primeiros no continente em 3 mil anos. Conforme relatado no The Land, o evento ocorreu no Parque Nacional Barrington Tops, um santuário selvagem em New South Wales.

No ano passado, 26 diabos da Tasmânia adultos, incluindo sete fêmeas reprodutoras, foram introduzidos no parque, que mede 400 hectares de tamanho. O esforço para devolver esses animais ao seu antigo habitat é uma colaboração entre os grupos conservacionistas Aussie Ark, Re: wild e WildArk.

O objetivo de tudo isso é não só preservar esses animais ferozes — o maior carnívoro marsupial do mundo — mas também manter as populações selvagens de gatos e raposas sob controle. Caçadores australianos e matilhas de dingos provavelmente contribuíram para a morte do diabo no continente australiano, com populações sobreviventes vivendo exclusivamente no estado da Tasmânia.

Mais recentemente, os demônios da Tasmânia foram associados a uma doença contagiosa, que eliminou aproximadamente 90% da população, de acordo com Aussie Ark. No final do ano passado, pesquisas mostraram que os animais podem estar se adaptando, mas eles ainda estão ameaçados de extinção, com apenas 25 mil indivíduos na selva.