Eclipse solar e chuva de meteoros: veja os fenômenos astronômicos de abril

Entre os eventos de abril, há um raro eclipse solar híbrido, que infelizmente não será visível do Brasil. Confira a lista
Fenômenos astronômicos de abril
Imagem: Fernando Rodrigues/Unsplash/Reprodução

O mês passado trouxe poucos eventos de destaque para os amantes da astronomia. Abril, por outro lado, promete ser melhor no quesito fenômenos astronômicos. Veja o que esperar deste mês.

6 de abril – Lua Cheia

No dia 6 de abril, a Lua entrará em sua face cheia. Ou seja, o satélite estará localizado no lado oposto da Terra ao Sol, com sua face totalmente iluminada. 

Essa é a melhor época para registrar o objeto celeste. Confira neste texto do Giz Brasil algumas dicas para fotografar a Lua com seu smartphone.

11 de abril – Mercúrio no Maior Alongamento Oriental

Em 11 de abril, Mercúrio estará em seu maior alongamento oriental, ou melhor, no ponto mais distante do Sol quando visto da Terra. 

Na data, será possível observar o planeta com mais facilidade, já que ele estará menos ofuscado pelos raios solares. Basta procurar por um ponto brilhante no céu logo após o pôr do Sol. Fique esperto: esse evento ocorre uma vez a cada três ou quatro meses.

20 de abril – Lua Nova 

Apesar de parecer um momento sem graça, a época de Lua Nova oferece um mar de possibilidades para os apaixonados pela astrofotografia. 

No dia 20 de abril, o satélite estará localizada no mesmo lado da Terra que o Sol, ficando invisível no céu noturno. Essa, no entanto, é a melhor época do mês para observar objetos fracos, como galáxias e aglomerados de estrelas, pois não há luz da Lua para interferir.

20 de abril – Eclipse Solar Híbrido

Também no dia 20 de abril, ocorrerá um eclipse solar híbrido. Esse tipo de fenômeno acontece  quando a Lua está perto demais da Terra para bloquear completamente o Sol. 

Como consequência, alguns pontos da Terra observam o episódio como um eclipse total, enquanto outros têm a visão de um eclipse parcial. Tal evento é raro, com outro do tipo ocorrendo novamente apenas em 14 de novembro de 2031.

Infelizmente, não será possível acompanhar o fenômeno do Brasil. Terão sorte aqueles que estiverem em regiões localizadas no sudeste da Ásia, Austrália, Pacífico, Oceano Índico e Antártica.

22 e 23 de abril – Chuva de Meteoros Líridas

A chuva de meteoros Líridas acontece anualmente entre os dias 16 e 25 de abril. Neste ano, seu pico será na madrugada do dia 22 para 23 de abril.

Seus meteoros partem da constelação de Lira, mas podem aparecer em qualquer lugar no céu. O que veremos no alto durante sua passagem não será nada menos do que as partículas de poeira deixadas pelo cometa C/1861 G1 Thatcher, descoberto em 1861.

Assine a newsletter do Gizmodo

O fenômeno produz cerca de 20 meteoros por hora em seu pico. Na data, a Lua estará praticamente invisível no céu, permitindo uma boa observação do espetáculo. 

Busque por uma área aberta e sem interferência luminosa para acompanhar o show. A melhor visualização será de um local escuro após a meia-noite. Não use binóculos ou telescópios, pois esses poderão restringir seu campo de visão.

Confira outros fenômenos astronômicos que devem ocorrer em 2023 neste texto do Giz Brasil.

Carolina Fioratti

Carolina Fioratti

Repórter responsável pela cobertura de saúde e ciência, com passagem pela Revista Superinteressante. Entusiasta de temas e pautas sociais, está sempre pronta para novas discussões.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas