Quem entra no mercado de moedas digitais pode ficar confuso com a infinidade de termos — os principais deles, “criptomoedas” e “tokens”.

O fato é que esses dois ativos digitais são muito parecidos, se diferenciando apenas em suas utilidades. Ou seja, existem coisas que você faz com um e não com o outro.

Esclarecemos abaixo as diferenças entre ambos.

O que é uma criptomoeda?

As moedas digitais, também chamadas de “criptomoedas”, são ativos que possuem as suas próprias redes blockchain — responsáveis por criptografar as transações financeiras realizadas.

Se você paga alguém com bitcoin, por exemplo, o recibo vai para o blockchain bitcoin. Se a mesma pessoa fizer uma transação com ethereum [outro exemplo de criptomoeda], o recibo vai para o blockchain ethereum.

Essas moedas foram feitas para substituir o dinheiro tradicional e podem ser negociadas, sendo utilizadas como meio de troca ou de reserva de valor.

As criptomoedas são descentralizadas e não dependem de uma autoridade financeira, como o Banco Central, por exemplo. Além do bitcoin e do ethereum, existem muitas outras criptomoedas — entre as mais famosas no momento estão litecoin, ripple e binance.

O que é um token

Ao contrário das criptomoedas, os tokens não têm uma rede blockchain própria. Em vez disso, os tokens são construídos em um blockchain já existente.

Por exemplo, dentro da blockchain ethereum, o éter é um token nativo. Entretanto, a mesma rede também possui outros tokens, como o DAI, LINK, COMP, entre outros. Além disso, os tokens podem ter valor, geralmente representando ativos físicos, propriedades e investimentos, como um imóvel, por exemplo.

Os tokens são criados a todo momento e podem ser programados para várias finalidades.

Os NFTs, que vêm se popularizando nos últimos meses, também são um tipo token. Com ele é possível “espelhar” obras de artes ou músicas, servindo como uma espécie de registro de propriedade do objeto digital.

Dessa forma, a definição é bem diferente dos tokens de bancos, que servem para gerar senhas.

Em resumo, a principal diferença entre os dois é que as criptomoedas têm redes blockchain próprias e são essencialmente versões digitais do dinheiro, enquanto que os tokens são construídos dentro de redes existentes e representam títulos ou ativos. Entendido?