Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) divulgaram novas orientações sobre as melhores maneiras de usar máscaras para ajudar a prevenir a transmissão de Covid-19. Uma recomendação importante destaca os benefícios adicionais de usar uma máscara mais ajustada ou juntar uma máscara de tecido com uma máscara cirúrgica. Dados experimentais coletados pela agência sugerem que qualquer dessas opções deve reduzir muito o risco de transmissão entre as pessoas.

Rochelle Walensky, a recém-nomeada diretora do CDC, discutiu as novas recomendações durante uma reunião sobre coronavírus na Casa Branca na quarta-feira (10). Walensky primeiro reiterou o consenso atual de que máscaras podem ajudar a limitar a disseminação do coronavírus, desde que usadas adequadamente. Algumas máscaras protegem melhor o usuário contra infecções (máscaras N95 e KN95 em particular), mas todas limitam a transmissão de gotículas e aerossóis potencialmente infecciosos para outras pessoas. Uma nova pesquisa do CDC, no entanto, examinou a eficácia relativa de diferentes métodos usando máscaras cirúrgicas e de pano e como isso poderia ser melhorado.

Assine a newsletter do Gizmodo

No estudo, mesmo as máscaras de pano mostraram alguma eficácia para limitar a disseminação de partículas de aerossol e gotículas na comparação com uma pessoa sem máscara. Mas as máscaras cirúrgicas com um ajuste melhor ou com uma máscara de pano por cima foram as mais eficazes para proteger o usuário e outras pessoas. Em um experimento que simulou a exposição a uma pessoa infectada, o fato de as duas (a pessoa infectada e a exposta a ela) usarem máscaras mais bem ajustadas ou de camada dupla reduziu o nível de exposição em mais de 95%, disse Walensky, em comparação com a situação em que nenhuma das duas usava máscara.

“Quero deixar claro que esses novos dados científicos divulgados hoje não alteram as recomendações específicas sobre quem deve usar uma máscara ou quando deve usá-la, mas fornecem novas informações sobre por que usar uma máscara bem ajustada é tão importante para proteger você e os outros”, acrescentou ela.

O CDC agora atualizou seu site com informações para melhorar a eficácia das máscaras com base nesses novos dados. Para tornar as máscaras cirúrgicas mais ajustadas, por exemplo, o CDC recomenda primeiro dar um nó nas alças e prender a camada externa do tecido da máscara — o CDC tem um guia útil e visual que explica melhor.

Também há outros produtos, como fixadores e braçadeiras, que ajudam a ajustar a máscara. Algumas também têm uma haste fixa no nariz para melhorar a vedação. Em qualquer um dos casos, você pode conferir se o ajuste é correto se dá para sentir o ar quente sair pela parte da frente da máscara e se ela se mexe a cada inspiração e expiração.

Quanto à máscara dupla, o CDC recomenda o uso de uma máscara de tecido com várias camadas ou o uso de uma máscara de tecido sobre uma máscara cirúrgica. No entanto, o órgão não recomenda o uso de duas máscaras cirúrgicas ao mesmo tempo nem a combinação de uma N95 com qualquer outra — as N95 já dão uma proteção muito boa quando usadas corretamente.

Além de usar máscaras em lugares públicos, as recomendações continuam as mesmas: pratique o distanciamento físico sempre que possível, evite lugares fechados com muita gente e lave as mãos regularmente.