Achou que ia se livrar dos anúncios em vídeos no Facebook? Achou errado, amigo. Eles enfim chegaram ao Brasil. A rede social anunciou nesta quarta-feira (13) o lançamento de intervalos comerciais em vídeos, com o termo em inglês mesmo, Ad Breaks, para dar aquela dourada na pílula.

Pelo post de blog publicado, soa até como uma ação altruísta: a rede social diz que a novidade tem como objetivo “ajudar publishers e criadores de vídeo a construir um negócio e monetizar seu conteúdo na plataforma”. Isso vai acontecer, é claro, mas já sabemos o que o Facebook tem a ganhar, e também não tem outro jeito de dizer isso: você será interrompido durante um vídeo divertido para ouvir como foi que um sujeito fez para ganhar R$ 50 mil por mês.

De acordo com o Facebook, sempre que um anúncio em vídeo for mostrado, o publisher ou criador do vídeo receberá 55% da receita do anúncio. Segundo a publicação, a ferramenta visa incentivar criadores a investirem em vídeos autênticos e mais longos, “que fazem as pessoas retornarem e criam comunidades engajadas ao redor do seu conteúdo”.

Segundo o Facebook, 70% dos anúncios exibidos durante vídeos são vistos até o final na rede social, mas eu teria um pé atrás com os números que a rede social apresenta sobre os vídeos em sua plataforma.

Os tais “Ad Breaks” terão três formatos: anúncios mostrados durante o vídeo; anúncios mostrados antes do início do vídeo; e um anúncio em imagem posicionado logo abaixo do vídeo.

Entretanto, nem todas as páginas poderão desfrutar da novidade. As exigências para aproveitar os ganhos oferecidos pelos anúncios em vídeo são: ter mais de dez mil seguidores no Facebook; ter criado vídeos de três minutos que, juntos, tenham gerado mais de 30 mil visualizações de um minuto nos últimos dois meses; e estar de acordo com os “Padrões de Qualificação para Monetização” — você pode conferir aqui quais são essas diretrizes, mas algumas delas incluem produção de conteúdo autêntico, sem sensacionalismo e obedecendo a regras de conduta, como não propagar discurso de ódio.

Se você tem uma página e deseja começar a ganhar um dinheiro com seus vídeos, entre neste link para ver se está elegível para entrar no programa. Caso seja apenas um espectador, é bom se acostumar a ver seus vídeos interrompidos em mais um lugar.