Em sua conferência F8, dedicada a desenvolvedores, o Facebook está tentando limpar um pouco sua imagem depois de escândalos de todo o tipo no ano passado. Isso inclui um tapa no visual.

Em uma mudança que vem sendo há muito adiada, Zuckerberg revelou um novo design para a gigante das redes sociais. Ele está sendo chamado pela empresa de FB5. Este novo Facebook deixa de lado seu característico tema azul e faz uma reforma, colocando branco em tudo.

Nesta nova e imaculada versão da plataforma de mídia social, que é amplamente conhecida por corroer lentamente a democracia, o Facebook Stories — um das cópias do Snapchat — aparecerá no topo da tela inicial de dispositivos móveis e de desktop, seguido pela barra de status e notícias. Basicamente, ficou mais parecido com o Instagram agora. A interface atualizada será lançada nesta terça-feira (30) no celular e nos próximos meses para desktop.

Além da versão branqueada do novo aplicativo do Facebook, a empresa também anunciou que o Messenger está passando por uma reformulação para torná-lo “mais rápido e leve do que nunca”. Ele também estará disponível no desktop ainda neste ano, com um app que permite chamadas de vídeo em grupo e multitarefa no aplicativo.

Também está para chegar no Messenger um novo “espaço dedicado no Messenger onde você pode descobrir Stories e mensagens dos seus melhores amigos e familiares. Você também pode compartilhar conteúdos do seu dia e escolher exatamente quem vê o que você publica”.

Além da aparência mais simples do site e do aplicativo, o Facebook diz que seu redesenho está focado em diferentes tipos de conteúdo além do Feed de Notícias, especificamente grupos e eventos.

Sua aba de grupos foi reprojetada para permitir mais feeds personalizados dedicados a descobrir novos conteúdos. Além disso, ela permite que os usuários do Facebook compartilhem conteúdo para grupos dos quais fazem parte diretamente de seu Feed de notícias. Uma nova aba com informações específicas do local para eventos, empresas e outras recomendações será lançada no meio do ano.

Facebook Dating

O melhor de tudo, no entanto, é que o Facebook está tentando bancar o cupido para os bilhões de pessoas que usam sua plataforma. A empresa diz que permitirá que seus usuários “descubram pessoas interessantes dentro de suas próprias comunidades no Facebook: eventos, grupos, amigos de amigos e muito mais”. Mas espere, tem mais. A rede também criou um recurso chamado Secret Crush, que, convenhamos, tem tudo para dar errado e fazer você passar vergonha!

“Com esse recurso, as pessoas vão poder explorar potenciais relacionamentos românticos dentro de seu próprio círculo de amigos”, diz o comunicado de imprensa. “Ao escolher essa opção, você poderá selecionar até nove dos seus amigos no Facebook. Se o crush te adicionar à lista de crushes secretos, será um match. Porém, se a pessoa que você marcou como crush não estiver no Dating, não criar uma lista de Crushes Secretos ou não colocar você na lista, não se preocupe! Se o interesse não for recíproco, ninguém saberá que você colocou o nome da pessoa na lista.” Vamos torcer para que seja assim mesmo.

Se o Facebook acha que seu novo recurso de namoro e sua interface lavada vão livrá-lo da culpa por destruir a sociedade, é melhor Zuckerberg tentar de novo.

[Facebook]