O sinal analógico de TV foi desativado na madrugada de hoje (18) em Brasília, e quem não tem como receber sinal digital em casa não pode mais assistir TV na capital do país.

O desligamento da TV analógica já começou errado
O fim da TV analógica será ainda mais lento que o planejado no Brasil

Não é de hoje que o sinal analógico de TV está para ser desativado no Brasil, mas isso vem sendo seguidamente atrasado, principalmente pela falta de acesso de parte da população às transmissões digitais. O governo vem distribuindo kits gratuitos com adaptadores de sinal para TVs antigas para beneficiários de programas sociais como o Bolsa Família continuarem podendo ver TV em casa – isso continuará sendo feito conforme outras partes do país façam a migração para o digital.

Inicialmente, a previsão era que a primeira cidade do país a ter o sinal desligado seria Rio Verde (GO) em novembro de 2015. Um pequeno atraso fez com que os 200 mil habitantes da cidade parassem de receber transmissões analógicas apenas no fim de fevereiro.

No caso de Brasília, a previsão era que isso acontecesse no dia 26 de outubro, mas, pela falta de acesso de parte da população ao sinal digital, o desligamento acabou sendo adiado.

Atualmente, 92% das 1,26 milhão de residências de Brasília e região estão aptas a receber o sinal digital – a legislação brasileira determina que ao menos 90% das casas tenham acesso antes do desligamento. Dias antes da previsão inicial, uma pesquisa apontava que apenas 88% dos domicílios estavam preparados para a migração.

Agora o desligamento é para valer. Foram desativadas 12 retransmissoras e 13 geradoras de sinal analógico em Brasília, fazendo a cidade ser a primeira capital do país a ter TV 100% digital. Nos próximos 30 dias, quem tentar sintonizar canais analógicos na região vai encontrar uma cartilha com informações sobre a digitalização da TV.

Com a liberação do espectro do sinal analógico de TV, o governo federal pretende fazer um leilão da faixa dos 700 MHz (que é usada pela TV analógica) para a expansão do 4G no país. Durante 2017 e 2018, outras capitais brasileiras devem ter o sinal desligado. Mas a previsão é que todas as cidades do país só migrem totalmente para a transmissão digital em 2013.

[Folha]

Foto por Robert Anders/Flickr

Confira o calendário da migração para a TV digital:

29/03/2017 – São Paulo/SP

31/05/2017 – Goiânia/GO

26/07/2017 – Belo Horizonte/MG; Fortaleza/CE; Juazeiro do Norte/CE; Sobral/CE; Recife/PE; Salvador/BA

27/09/2017 – Campinas/SP; Franca/SP; Ribeirão Preto/SP; Santos/SP; Vale do Paraíba/SP

25/10/2017 – Rio de Janeiro/RJ; Vitória/ES

31/01/2018 – Curitiba/PR; Florianópolis/SC; Porto Alegre/RS

28/03/2018 – Bauru/SP; Presidente Prudente/SP; São José do Rio Preto/SP; São Luís/MA

30/05/2018 – Belém/PA; João Pessoa/PB; Maceió/AL; Manaus/AM; Teresina/PI; Aracaju/SE; Natal/RN

28/11/2018 – Boa  Vista/RR; Campo Grande/MS; Cuiabá/MT; Macapá/AP; Palmas/TO Paraná (Oeste do Estado); Porto Velho/RO; Rio Branco/AC; Rio de Janeiro (interior); Rio Grande do Sul (Sul do Estado); São Paulo (interior)

05/12/2018 – Blumenau/SC; Jaraguá do Sul/SC; Joinville/SC; Campina Grande/PB; Dourados/MS; Caruaru/PE; Petrolina/PE; Rondonópolis/MT; Feira de Santana/BA; Vitória da Conquista/BA; Governador Valadares/MG; Juiz de Fora/MG; Uberaba/MG; Uberlândia/MG; Imperatriz/MA; Marabá/PA; Mossoró/RN; Parnaíba/PI; Santa Maria/RS