Usuários de Instagram de todo o mundo, alegrem-se. A rede social anunciou que vai, finalmente, permitir que pessoas postem fotos e vídeos pelo navegador no desktop, em vez de depender do aplicativo do smartphone. O recurso será lançado para todo o mundo no final desta semana.

Postar usando o desktop tem sido um dos recursos mais solicitados do Instagram. Alguns usuários até tentaram usar a versão Android no Chrome OS e ou emular por meio do Bluestacks no Windows. Mas esse método oficial de postagem de um navegador será muito mais simples do que as soluções de terceiros.

O Instagram já havia permitido que você acesse seu feed por meio do navegador, mas apenas para enviar mensagens e verificar atualizações. A rede social foi durante anos um aplicativo apenas para smartphone, mas conforme a “economia criativa” decolou (sendo o Instagram uma de suas plataformas principais), a rede social teve que começar a evoluir para permitir mais flexibilidade.

O Instagram anunciou vários outros recursos projetados para aumentar a criatividade (e competir com o TikTok). A empresa planeja expandir seus recursos de colaboração para facilitar a coautoria de postagens e Moments com outros usuários. As solicitações de “vaquinhas” também mudaram, para que você possa começar uma campanha diretamente pelo Instagram e encaminhar mais facilmente as pessoas para onde doar. E o Reels ganhará alguns recursos musicais, com efeitos adicionais, como Superbeat, que adiciona efeitos a um vídeo com base na batida de uma música, e letras 3D, que exibem as letras das músicas em sintonia com a melodia.

Assine a newsletter do Gizmodo

De acordo com o site TechCrunch, a capacidade de coautoria ainda está em fase de testes, por enquanto. Os usuários poderão convidar outra conta para colaborar, marcando uns aos outros. Assim que os outros usuários aceitarem a tag, os dois nomes de usuário aparecerão como autores no Reels, citando os dois criadores do trabalho. Eles também terão uma contagem de visualizações compartilhada, como contagem e tópico de comentários. A empresa está testando o recurso desde julho.