O Google quer se transformar em uma operadora de telefonia móvel, de acordo com planos anunciados pelo vice-presidente Sundar Pichai durante a Mobile World Congress, realizada no começo do mês passado. O experimento será inicialmente limitado aos EUA, mas o Google realmente quer oferecer algo diferente para seus possíveis clientes.

De acordo com o Telegraph, a gigante das buscas negocia detalhes de um acordo com a Hutchison Whampoa para usar a operadora móvel Three. Mas por que especificamente a Three? Fontes dizem ao Telegraph que essa operadora é um parceira natural para o projeto do Google. É que o objetivo do Google é conseguir oferecer em sua rede o mesmo custo para ligações, mensagens de texto e dados, independentemente de em qual parte do mundo a pessoa esteja. E uma das características da Three é exatamente a de acabar com cobrança de roaming de seus clientes.

O acordo também pode ajudar a deixar o futuro da operadora do Google encaminhado: se um dia chegar a hora expandir o serviço para o mundo inteiro, o acordo com a Hutchison pode facilitar a entrada do Google no mercado móvel em partes da Europa e Ásia, em países que já contam com serviços da empresa de Hong Kong.

Google e a Three foram procuradas pelo Telegraph, mas não comentaram os rumores. Se o projeto do Google de se tornar uma operadora móvel for algo para agora, então provavelmente não demoraremos para conhecer mais detalhes sobre ele: em maio o Google realiza a Google I/O, sua conferência anual para desenvolvedores, e é bem provável que algo sobre o assunto seja comentado por lá. [Telegraph]